sábado, 4 de junho de 2011

Nikoletta Skarlatos, maquiadora de Johnny Depp em alguns filmes

Um encontro com Nikoletta Skarlatos

nikoletta ok Um encontro com Nikoletta Skarlatos
A Avon faz um trabalho muito interessante com os profissionais brasileiros trazendo regularmente alguns dos melhores maquiadores internacionais para dar dicas ou palestras. Naturalmente a gente que faz televisão há muito tempo está acostumado a trabalhar com esse tipo de profissional que com absoluta justiça os americanos chamam de “Make-up Artists”. Por que com a evolução dos cosméticos é isso que eles são.
Acho uma piada quando alguém chega de machão num estúdio e diz: eu quero só pozinho... Azar dele. Sem o maquiador a gente está perdido, fica podre, cheio de manchas e pintas, ainda mais agora com o maldito, mas inevitável Alta Definição (uma coisa que a Globo ainda não se tocou é incrementar sua maquiagem de novelas, adequando as novas técnicas.
Por que reclamo? Quando gravo nos EUA, na TNT, a excelência do trabalho do maquiador é fundamental. Se estava fotografando bem este ano no Oscar foi devido ao cuidado que ele teve). Enfim, é só um registro para testemunhar o apreço e admiração que eu tenho pela classe.
Na minha longa carreira, já encontrei todo tipo de maquiador e me dei bem com todos. Alguns viraram amigos queridos. Mas confesso que nunca tinha visto uma figura tão exuberante, tão notável quanto a  Nikoletta Skarlatos, que é uma mulher linda, uma verdadeira  estrela. Neste momento em que Johnny Depp está em cartaz com  Piratas do Caribe IV ela também  merece os cumprimentos porque foi a maquiadora  pessoal dele, neste filme e nos dois anteriores.
Na verdade, a carreira dela é impressionante e o IMDB lista ao menos 45 títulos, alguns deles blockbusters. Ela confessa que não gosta de trabalhar em filmes tão grandes, que passam meses em produção. Prefere produções menores, onde é possível ter maior liberdade e interferência. Diz que há pouco no Canadá chegou a conversar com o Walter Salles enquanto estava rodando On the Road, na esperança de um projeto futuro. Fernando Meirelles é outro com quem gostaria de trabalhar assim como a indiana Mira Nair.
Nikoleta com personagem do Piratas no Caribe Um encontro com Nikoletta Skarlatos
Naturalmente só tem elogios para Johnny Depp com quem tem uma longa história. O primeiro filme que fizeram juntos foi o projeto mais pessoal do ator, The Brave/O Bravo 97,  justamente o único que ele dirigiu. Conheceu-o na preparação do projeto e isso permitiu que ela ficasse muito amiga e convivesse muito com outra lenda que era amigo de Johnny e só fez o filme por isso, Marlon Brando. Para os dois, só elogios, e como boa amiga, poucas indiscrições.
Como o nome indica, Nikoletta é grega de nascimento, de origem judia e também flertou com a chance de ser cantora e atriz. Tem dois créditos como atriz, o telefilme Max Está em Perigo, 95, como guia turística e Night Train, 2000. Pelo exemplo que vi, se sairia bem nas duas funções.
Mas o fato é que ela deve ser mesmo uma das profissionais mais requisitadas do momento porque também está em cartaz com Thor e no novo Spider Man, embora ela tenha especial carinho pelo novo filme chamado The Imortals, onde ela pode também fazer o designer da maquiagem.
Quem dirige é uma figura muito especial, Tarsem Singh, uma realizador indiano que ficou famoso pelo incrível visual de seus filmes (A Cela , Dublê de  Anjo/The Fall). A estrela é Henry Cavill, que é o novo Superman (bom ator ela confirma, mostrando uma foto onde ele foi inteiramente maquiado, porque sua pele é branca como a de uma toalha de mesa).
henry cavill Um encontro com Nikoletta Skarlatos
Dos outros diretores que trabalhou, tem especial gosto por Michael Mann, com quem fez Miami Vice. Discutimos um pouco sobre o realizador, por quem não tenho tanta admiração. Ela discorda, mas admite que o trabalho de Miami foi muito difícil, quase sempre cenas noturnas e muita coisa se perdeu na montagem. Houve sequências inteiras que foram reduzidas a segundos. Mas é um diretor com quem adoraria voltar a trabalhar.
De Qualquer forma, seu curriculum é invejável, ainda mais para alguém ainda em relativo começo de carreira (incluem também Anjos e Demônios, O Solista, O Aviador, Spangles, Solaris, Vida Bandida, Indiana Jones e o Reino da Caveira do Diabo - portanto tem boa relação com Cate Blanchett).
E por enquanto ainda nenhum Oscar da categoria. Mas não concordou com a escolha deste ano, dando o prêmio para o Lobisomen, segunda ela o vencedor deveria ter sido Barney's Version/A Minha Versão do Amor, em que a barba de Paul Giamatti tinha que ser colocada fio a fio. Falamos muito mais mas não foi o suficiente. Entre abraços combinamos um próximo encontro em Hollywood. Que seja em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh