domingo, 15 de novembro de 2009

JOHNNY DEPP NAHH

Johnny Depp


Por Luciana Borges
Johnny Depp foi por muito tempo visto como "estranho" dentro de Hollywood. Essa idéia oscilava entre um conceito negativo e a oportunidade de sair do padrão de herói. Sem jeito para os papéis típicos de bom moço, o ator tem um abrangente leque de personagens, todos fora do convencional. Aos poucos, essa espécie de exotismo se tornou uma característica pessoal e revelou sua versatilidade.

Essa natural tendência para o "diferente" lhe rendeu boas parcerias nas telas. A melhor delas com o diretor Tim Burton, dos filmes Edward Mãos de Tesoura, Ed Wood e A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça. O clima de fábula predominante na maioria das produções de Burton encontra seu representante perfeito nas personificações de Depp. Ironia e sarcasmo estão presentes nessa combinação, ora de forma cômica, ora dramática.

Em Piratas do Caribe, Johnny Depp continua personalizando de forma marcante os papéis que interpreta. O pirata Jack Sparrow tem trejeitos próprios que passam longe da caricatura. Além disso, a presença do ator entre os cinco indicados ao Oscar funciona como um refresco, já que seu filme pode ser considerado o mais despretensioso de todos.

Filmografia comentada
Aqui, os filmes mais conhecidos do ator
Piratas do Caribe - A Maldição da Pérola Negra (Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl, 2003)
Johnny interepreta o pirata Jack Sparrow, em aventura passada no século XVII. Auxiliado pelo personagem de Orlando Bloom, ele tenta recuperar seu navio, roubado por Barbossa (Geofrey Rush). Com direito a tesouros perdidos, assombrações e mocinhas em perigo, o filme é entretenimento de primeira. O talento de Depp pode ser visto na caracterização de seu pirata: mais inclinado para o cômico do que para o dramático, Sparrow é cheio de trejeitos e sacadas engraçadas.
engraçadas. Era Uma Vez no México (Once Upon a Time in Mexico, 2002)
Terceiro filme de Roberto Rodriguez sobre El Mariach. Nesta produção, Depp é um policial corrupto da Cia que atrapalha o justiceiro Mariach (Antonio Banderas) na perseguição de um criminoso. O bandido em questão é Willen Defoe, e em seus planos está fomentar um golpe de Estado para derrubar o presidente do México.


 
Do Inferno (From Hell, 2001)
Neste thriller de suspense, Johnny Depp fica diante de um famoso assassino serial: Jack, o Estripador. Ele interpreta Frederick Abberline, agente da Scotland Yard, e descobre evidências de que os assassinatos têm relação com a família real britânica. Baseado na história de Alan Moore e Eddie Campbell sobre Jack, o Estripador.
Profissão de Risco (Blow, 2001)
Johnny Depp aparece loiro e de cabelos compridos na trama que conta a história do primeiro americano a trabalhar com Pablo Escobar, famoso traficante colombiano. George Jung (Depp) se estabelece na Califórnia e de lá comanda a venda de drogas vindas do cartel de Escobar. O filme é mais leve do que o tema deixa transparecer.
Chocolate (Chocolat, 2000)
Ao lado de Juliette Binoche, Depp revitaliza uma conservadora cidade francesa, na década de 50. Binoche é Vianne, mulher que se muda com a filha para lá e abre uma loja de chocolates, capaz de dar novo gosto para a vida dos tristes habitantes locais. Já Depp interpreta um músico que não é bem visto pela elite do lugar, receosa de que ele corrompa seu antigos valores morais. Boa química entre os atores e muita vontade de comer chocolate ao terminar a sessão.
Antes do Anoitecer (Before Night Falls, 2000)
Baseado na autobriografia do escritor cubano Reinaldo Arenas, o filme fala sobre as perseguições políticas sofridas por ele e sobre sua sexualidade. Johnny Depp aparece como o travesti Bon Bon. Tem Javier Bardem e Sean Pean no elenco.
Porque os Homens Choram (The Man Who Cried, 2000)
Christina Ricci interpreta jovem cantora que sai da Rússia para tentar carreira em Paris. Na cidade francesa descobre a vida boêmia e se apaixona por um cigano, tipo de personagem que combina com o jeito exótico de Johhny Depp. Cate Blanchett também participa. Curiosidade: a produção é dirigida e escrita por uma mulher, Sally Potter.
A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (Sleepy Hollow, 1999)
Filme de Tim Burton sobre um cavaleiro sem cabeça que aterroriza uma cidade americana, cortando a cabeça de seus habitantes. Baseado em um conto de Washington Irving, tem Depp no papel do policial encarregado de prender o assassino. Apesar de inicialmente cético diante da lenda, Ichabod Crane (Depp) também é afetado pelo clima aterrorizante no qual o lugar está envolvido. Repeteco da dulpa Johnny Depp - Christina Ricci, dessa vez com a atriz loira e pálida. Mais uma peça no mundo de ilusões criado por Burton.
Enigma do Espaço (The Astronaut's Wife, 1999)
Astronauta (Depp) volta de missão espacial e dá um tempo na carreira para poder ficar mais próximo da esposa (Charlize Therón). O convívio vai bem e ela engravida, mas passa a desconfiar das atitudes do marido, muito diferentes de como era no passado. Suas suspeitas recaem na última missão do astronauta, na qual algo de estranho poderia te acontecido.
O Último Portal (The Ninth Gate, 1999)
Dirigido por Roman Polanski, tem Johnny Depp no papel de um estudioso de livros raros, contratado para desvendar a escrita de um livro atribuído ao demônio.

A Inspiração (The Source, 1999)
Documentário sobre o movimento literário beatnik, base para revoluções comportamentais como a contracultura e o movimento hippie dos anos 60. Johnny Depp, Dennis Hoper e John Turturro interpretam trechos das obras americanas.
Medo e Delírio (Fear and Loathing in Las Vegas, 1998)
Um advogado e um jornalista (Depp) entram de cabeça no mundo do "sexo, drogas e ronck'in roll", na Las Vegas da década de 70. Muito néon e cenas que mostram os efeitos alucinógenos das drogas ora de forma engraçada, ora de forma decadente. Lista de conhecidos no elenco: Benicio Del Toro, Christina Ricci, Cameron Diaz e Tobey Maguire (o Homem-aranha)

O Bravo (The Brave, 1997)
Neste filme Johnny Depp estréia como diretor e roteirista, além de ser o protagonista. Ele conta a história de Raphael, um índio americano desempregado que vive na miséria com a mulher e dois filhos. A proposta responsável por mudar sua vida consiste em colocá-lo na cena de um filme, sendo surrado até a morte - só que de verdade. Em troca, sua família recebe 50 mil dólares. Decisão difícil, mas aceita por Raphael, que dedica sua última semana vivo a ensinar ao filho tudo que aprendeu. Com Marlon Brando no elenco.
Donnie Brasco (Donnie Brasco, 1997)
Filme sobre a máfia. Depp é Donnie Brasco, agente do FBI encarregado de investigar a máfia. Para isso ele se tona amigo de um mafioso (Al Pacino) e o que era para ser uma missão se torna relação de amizade.

Tempo Esgotado (Nick of Time, 1995)
Um executivo e sua filha são raptados. Ele é solto e em troca da libertação da menina deve matar a governadora da Califórnia em 75 minutos. Depp interpreta o executivo na produção que usa o tempo real para desenvolver a trama: o tempo da cena é o mesmo que seria na ação real.
Dead Man (Dead Man, 1995)
Outro personagem nada convencional para Depp: um jovem orfão chamado William Blake vai tentar a vida em outra cidade, na América do século XIX. Lá se envolve em confusões - entra numa briga e mata um homem. Filmado em preto e branco.
Don Juan De Marco (Don Juan De Marco, 1995)
A figura mítica de Don Juan De Marco é interpretada por Depp em trama que mistura realidade e imaginação. Marlon Brando é um psicanalista em crise com a esposa (Faye Dunaway) e prestes a se aposentar quando recebe um paciente que acredita ser o lendário amante Don Juan.
Ed Wood (Ed Wood, 1994)
Filme biográfico sobre o diretor Ed Wood, considerado "o pior de todos os tempos". Mostra a ligação dele com os filmes e sua relação com o fracasso. Johnny Depp é Ed Wood, novamente dirigido por Tim Burton.


Gilbert Grape - Aprendiz de Sonhador (What's Eating Gilbert Grape, 1993)
Gilberto Grape (Depp) é o responsável por sustentar a família depois que seu pai morre. Ocupado com essas obrigações, desperta para o amor somente coma chegada de uma mulher misteriosa na cidade, interpretada por Juliette Lewis. Leonardo Di Caprio está no elenco no papel do irmão de Grape, um garoto com problemas mentais. Essa atuação lhe rendeu uma indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante.

Hora do Pesadelo 6 - Pesadelo Final - A Morte de Freddy (Freddy's Dead: The Final Nightmare, 1991)
Johnny Depp faz apenas uma participação no filme, relembrando sua estréia no cinema, embalada pelos gritos de terror causados por Freddy Kruger.
Cry-Baby (Cry-Baby, 1990)
Na década de 50, Cry Baby (Depp) é o típico rebelde sem causa: apronta todas pela cidade e tem uma legião de apaixonadas as quais não dá a mínima. Seu nome vem do fato de que quando chora, apenas uma lágrima sai de seus olhos - esta é a lembrança de um amor não correspondido.
Edward Mãos de Tesoura (Edward Scissorhands, 1990)
Primeiro filme da parceria entre Tim Burton e Johnny Depp. Misturando magia e realidade, conta a história de Edward, jovem criado ao estilo "Frankenstein" por um cientista que vive isolado em seu castelo. Porém, ele morre antes de concluir sua obra e Edward, ao invés de dedos, tem tesouras no lugar das mãos. Quando entra em contato com as outras pessoas da cidade, experimenta novos sentimentos, como o amor, pela personagem de Winona Rider, e o preconceito, vindo daqueles que o repudiam por causa das mãos de tesoura. Em uma das cenas mais bonitas, Edward talha um boneco de gelo durante o Natal e enquanto os flocos de neve caem, assiste a personagem de Winona dançar embaixo deles.
Platoon (Platoon, 1986)
Filme que destacou Depp, apesar de ele não estar entre os atores principais na trama. Dirigido pior Oliver Stone, fala sobre a guerra do Vietnã e as ideologias de um jovem soldado com relação ao conflito. Idéias que desmoronam quando conhece de perto os campos de batalha e o comportamento de seus superiores.
Férias do Barulho (Private Resort, 1985)
Como sempre, ninguém escapa de ter feito um filme adolescente na década de 80. Depp vai passar férias em um resort, ansioso para conseguir conquistar as garotas "de biquíni". Só arranja confusão.
A Hora do Pesadelo (A Nightmare on Elm Street, 1984)
Estréias de Johnny Depp e Freddy Kreuger no cinema, dirigidos por Wes Craven.
BlogBlogs.Com.Br

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh