quarta-feira, 9 de junho de 2010

MAIS HOMENAGENS -FELIZ ANIVERSÀRIO--

Parabéns pelos 47 anos!

Parabéns Gilbert Grape!
  
Parabéns Edward!
  
Parabéns Don Juan!
  
Parabéns Willy Wonka!
  
Parabéns Ichabod Crane!

Parabéns Mort Rainey!
  
Parabéns Raoul Duke!

Parabéns Benjamin Barker/ Sweeney Todd!
  
Parabéns John Dillinger!
  
Parabéns Jack Sparrow!

Parabéns Chapeleiro Maluco!

Parabéns Johnny Depp!

No aniversário de Johnny Depp, conheça todos os seus filmes

O eterno ar de “menino que se recusa a crescer”, reforçado pelos papéis que costuma escolher, torna até difícil acreditar, mas Johnny Depp chega aos 47 anos nesta quarta (9).

Um dos nomes mais frequentes nas listas de mais sexies, mais bem pagos e/ou mais influentes de Hollywood e até de “mais legais” de sites e revistas, o ator estreou no cinema em 1984, mas se tornou conhecido mesmo graças à série de TV Anjos da Lei, três anos depois.

Mais de vinte anos se passaram e sua sólida carreira já lhe garantiu uma estrela na Calçada da Fama, três indicações ao Oscar e um segundo lugar na lista da Forbes de atores mais bem pagos do mundo, em 2008 (quando ganhou US$ 72 milhões).
Fora uma extensa lista de admiradores – Orlando Bloom, por exemplo, disse que só aceitou trabalhar na franquia Piratas do Caribe quando soube que ele estava no elenco, enquanto Robert Pattinson acabou de declarar que gostaria de ser como ele.

E, além de sucessos, ele também coleciona amizades importantes. A mais famosa delas é com o diretor Tim Burton, com quem já fez sete filmes. Depp declarou até que não precisa nem saber do que se trata para aceitar um convite de Burton, tem uma tatuagem desenhada por ele e é padrinho do filho mais velho do cineasta com a atriz Helena Bonham Carter, outra grande amiga.

Mas, entre outros, também conquistou gente do nível de Marlon Brando, que admirava seu trabalho e aceitou participar do único filme dirigido pelo ator até hoje. Além disso, o veterano chegou até a lhe dar o conselho de seguir seu exemplo e comprar uma ilha, para fugir do assédio da imprensa, que ambos sempre detestaram.

Fora do cinema, ele também foi amigo do escritor Hunter S. Thompson, cujo funeral ele bancou, incluindo a cerimônia em que as cinzas do autor foram lançadas no céu por um pequeno foguete. E se dá bem com muitos músicos, desde Iggy Pop aos irmãos Gallagher, do Oasis (só não se sabe de que lado ele ficou depois da briga entre eles), passando por Shane McGowan, dos Pogues, e Stephen Jones, do Babybird.

Aliás, ele acaba de dirigir um clipe para este último, que também contou com sua participação em seu mais recente disco. Mas não foi a primeira vez que Johnny Depp tocou guitarra com alguém: ele já gravou com Oasis, Iggy Pop, Vanessa Paradis e tem sua própria banda, a P.

Johnny Depp também já participou de quatro clipes, que você pode ver no final desta matéria, para músicas de Tom Petty, Lemonheads e Shane MacGowan, além de uma homenagem a Johnny Cash, que envolveu diversos músicos e atores famosos.

E se ele é tão sedutor para as amizades, o mesmo, claro, acontece com as mulheres. Ele foi casado por dois anos, entre 1983 e 1985, com uma maquiadora chamada Lori Anne Allison, e depois disso namorou as atrizes Sherilyn Fenn, Jennifer Grey, Juliette Lewis e Winona Ryder e a modelo Kate Moss. Mas, há doze anos, vive com a cantora e atriz francesa Vanessa Paradis, mãe de seus dois filhos, Lily-Rose Melody, de 11 anos, e Jack, de oito.

Fiel ao seu estilo, Johnny Depp prefere trabalhar com diretores que admira e fazer papéis “estranhos” a aceitar as escolhas mais fáceis. Tanto que recusou protagonizar sucessos como Velocidade Máxima, Entrevista com o Vampiro, Lendas da Paixão e até Titanic. Ao invés disso, preferiu ser Edward Mãos de Tesoura, Ed Wood ou o pirata Jack Sparrow – seu personagem favorito.

Para conhecer a carreira do ator, com todos os seus filmes (incluindo os próximos), veja a galeria que o Virgula preparou.




Tom Petty – Into the Great Wide Open (1991)


The Lemonheads – It’s a Shame About Ray (1992)


Shane Macgowan - That Woman's Got Me Drinking (1994)


Johnny Cash – God’s Gonna Cut You Down (2006)

'Era um anão concorrendo com gigantes', diz cineasta Anna Muylaert Diretora venceu Grande Prêmio do Cinema Brasileiro com 'É proibido fumar'. Noite de premiação também contou com homenagem a Anselmo Duarte.



Assistido por 50 mil pessoas, o filme "É Proibido Fumar", de Anna Muylaert, levou cinco troféus - melhor longa de ficção, direção, roteiro original, montagem e trilha sonora - no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, em cerimônia realizada ontem, no teatro João Caetano, no Rio. O longa bateu concorrentes como "Se Eu Fosse Você 2", "Divã" e "A Mulher Invisível", que, juntos, tiveram mais de dez milhões de espectadores.
Daniel Filho, que prometia ser o grande campeão da noite, ficou com o troféu de melhor filme no voto popular, para "Se eu Fosse Você 2". "Tempos de Paz" foi premiado por seu roteiro (adaptado) e figurino (de Marília Carneiro). Tony Ramos ganhou como melhor ator, por seu impagável Cláudio/Helena na comédia de Daniel Filho. Lilia Cabral levou o troféu por "Divã".
A homenagem da festa foi ao ator e diretor Anselmo Duarte, que morreu há sete meses, aos 89 anos, e foi representado por duas filhas e uma neta. Alice Gonzaga, diretora da Cinédia, produtora fundada em 1930 por seu pai, Adhemar Gonzaga, também foi homenageada, por seu trabalho pela preservação de filmes brasileiros clássicos. Ausente, a atriz Drica Moraes, que está tratando uma leucemia, foi bastante aplaudida pelos colegas na plateia. Ela havia sido indicada como coadjuvante em "Os Normais 2".
O documentário "Simonal - Ninguém Sabe o Duro Que Dei" ganhou quatro troféus.
O prêmio é realizado pela Academia Brasileira de Cinema, entidade criada em 2002. As escolhas são feitas por seus membros: cineastas, produtores e atores. Esta foi sua nona edição.

Confira a lista dos vencedores:
Curta-metragem de animação: "O menino que plantava invernos", Victor Hugo Borges e "Juro que vi: o saci", Humberto Avelar
Curta-metragem de ficção: "Superbarroco", Renata Pinheiro
Curta-metragem de documentário: "De volta ao quarto 666", Gustavo Spolidoro
Figurino: Marília Carneiro, por "Tempos de paz" 

Maquiagem: Martín Macias Trujillo
Direção de arte: Claudio Amaral Peixoto, por "Besouro"
Direção de Fotografia: Ricardo Della Rosa, por "À deriva"
Montagem de ficção: Paulo Sacramento, por "É proibido fumar"
Montagem de documentário: Karen Akerman, por "Simonal - ninguém sabe o duro que dei"
Efeitos visuais: Marcelo Siqueira, por "Besouro"
Som: Denilson Campos e Paulo Ricardo Nunes, por "Simonal - ninguém sabe o duro que dei"
Trilha sonora: Márcio Nigro, por "É proibido fumar"
Trilha sonora original: Berna Ceppas, por "Simonal - ninguém sabe o duro que dei"
Atriz coadjuvante: Denise Weinberg, por "Salve geral"
Ator coadjuvante: Chico Diaz, por "O contador de histórias"
Prêmio especial de preservação: Alice Gonzaga (escritora, pesquisadora, produtora, diretora e empresária do ramo cinematográfico)
Longa-metragem nacional de animação: "O grilo feliz e os insetos gigantes", de Walbercy Ribas e Rafael Ribas
Longa-metragem infantil: "O grilo feliz e os insetos gigantes", de Walbercy Ribas e Rafael Ribas
Longa-metragem estrangeiro: "Bastardos inglórios", de Quentin Tarantino
Roteiro adaptado: Bosco Brasil, por "Tempos de paz"
Roteiro original: Anna Muylaert, por "É proibido fumar"
Prêmio especial: Anselmo Duarte (1920-2009)
Longa-metragem de documentário: "Simonal - ninguém sabe o duro que dei", de Calvito Leal, Claudio Manoel e Micael Langer
Longa-metragem de ficção nacional (voto popular): "Se eu fosse você 2", de Daniel Filho
Longa-metragem de ficção estrangeiro (voto popular): "Avatar", de James Cameron
Melhor atriz: Lília Cabral, por "Divã"
Melhor ator: Tony Ramos, por "Se eu fosse você 2"
Melhor diretor: Anna Muylaert, por "É proibido fumar"
Melhor longa-metragem de ficção: "É proibido fumar", de Anna Muylaert

Revolução Solar de Johnny Depp sugere novas oportunidades profissionais

Astrologia também aponta fase de dedicação à família. O ator completa 47 anos nesta quarta, 9.
Do EGO, no Rio

AFP 
/AFP

Jhonny Depp ao lado da mulher, Vanessa Paradis

Depois de participar das filmagens do longa “The Tourist” e ser sucesso absoluto como o irreverente Chapeleiro Maluco, em "Alice no País das Maravilhas", Johnny Depp pode esperar ainda mais trabalho nos próximos 12 meses. É o que diz a Revolução Solar do astro, que completa 47 anos nesta quarta-feira, 9. De acordo com a Astrologia, a harmonia entre Mercúrio e Júpiter aumentará as oportunidades intelectuais e profissionais para o galã, em 2010.

Com Marte ativando a décima casa astrológica, Johnny direcionará sua energia batalhadora para o trabalho. Além disso, o ator exibirá o lado mais poderoso de sua personalidade, transmitindo uma imagem de força, eficiência e vitória. Tudo isso porque Depp não medirá esforços para continuar a ser considerado um dos melhores profissionais de Holywood.

E não é só no cinema que o astro terá satisfação pessoal. A passagem da Lua anual pela sétima casa sugere uma época de dedicação às pessoas que ama. Pai de duas crianças, de 11 e 8 anos, e casado com a cantora e atriz Vanessa Paradis, o ator poderá buscar o prazer nas viagens em família. Com Júpiter anual na casa cinco, o ano pessoal ainda traz boas oportunidades de lazer e de diversão.

Feliz Aniversário Johnny Depp!!


Hoje há exatamente 47 anos atrás nascia John Christopher Depp II. Sim, estou falando do ator mais maravilhoso do mundo Johnny Depp :) É verdade, hoje ele completa 47 anos, mas com corpinho de 30, rsrs.
Desejamos que esse dia seja maravilhoso, que ele possa passar junto da sua família e é claro que ele continue nos presenteando com todos esses personagens inesquecíveis.
E como hoje é um dia especial, que tal fazermos uma homenagem a esse ator muito especial pra todos nós? Vamos colocar a tag #HappyBirthdayJohnny no Trending: Worldwide do Twitter!! Mas pra isso é necessário twittar muito essa tag, só assim conseguiremos, então tudo o que você escrever hoje no seu twitter coloque junto: #HappyBirthdayJohnny
Aproveita e segue nosso twitter: @jdeppforever e também do site You Know: @johnnydeppcombr

Qual é o papel mais excêntrico de Johnny Depp nas telonas?

Astro do filme Alice no País das Maravilhas completa 47 anos nesta quarta-feira (9)
Do R7
Vote no personagem mais excêntrico de Johnny Depp nas telonas

Johnny Depp
Nesta quarta-feira (9), Johnny Depp completa 47 anos. O ator norte-americano é conhecido por trabalhos irreverentes ao longo da carreira. Em 1990, ele protagonizou Edward Mãos de Tesoura, primeiro filme de sua parceria com o cineasta Tim Burton, sendo Alice no País das Maravilhas (2010) o sétimo deles. Entre 1987 e 1990, o ator estrelou a série de TV Anjos da Lei, tornando-se um símbolo sexual. Mas é na pele de personagens esquisitos e fora do convencional, como Sir. James Matthew Barrie, no longa Em Busca da Terra do Nunca, Ed Wood, na obra de mesmo nome, e Jack Sparrow, em Piratas do Caribe, que o astro se destaca no cinema. Vote aqui no seu personagem excêntrico predileto de Johnny Depp (Foto: AP)

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh