domingo, 13 de fevereiro de 2011

Ontem aconteceu em Los Angeles algumas entrevistas individuais com o elenco de Rango e a coletiva de imprensa

Ontem aconteceu em Los Angeles algumas entrevistas individuais com o elenco de Rango e a coletiva de imprensa para promover o filme.

Durante a coletiva, Johnny Depp disse que seus filhos não se interessam mais em seu trabalho, nem em personagens como Willy Wonka e preferem "Family Guy" ou Justin Bieber. Então, um dos jornalistas pergunta se ele é um "Belieber":

"[Risos] Um 'Belieber'? Wow. Na verdade, nunca tinha ouvido essa. E é de longe a minha favorita. Sabe de uma coisa? Sim, eu sou um 'Belieber'. Eu sou. E vou continuar sendo."

15 minutos depois Justin Bieber apareceu:

Johnny: "Acabamos de concluir que eu sou um 'Belieber'."
Justin: "Eu soube e eu sou um grande fã seu, por isso vim apoiar você. Tive que vir dizer 'oi', disseram que você estava no prédio."

Pra finalizar: "Quem não é um 'Belieber agora? Como vou explicar isso para a minha filha?" - Johnny Depp

Nos dois links seguintes é possível acessar áudios da chegada de Justin na coletiva:http://bit.ly/evKdAe http://bit.ly/eTZ1s2
E a seguir um vídeo: http://bit.ly/e6vDpr

O estranho mundo de Johnny Depp

O ano é de 1990 e o jovem Depp se presta a servir de um personagem no qual um cientista cria um sujeito que tem tesoura nas mãos



Se alguém quer saber mais ou menos quando começou o gosto de Johnny Depp por personagens excêntricos, Edward, Mãos de Tesoura (Telecine Cult, 22h, 12 anos), do também excêntrico Tim Burton, tem uma boa oportunidade para ver ou rever. O ano é de 1990 e o jovem Depp se presta a servir de um personagem no qual um cientista cria um sujeito que tem tesoura nas mãos. Parece idiotice, mas a fábula nos fala de alguém fora de lugar, o típico figura estranha pelo qual nos apaixonamos ou, ao menos, procuramos ser solidários — como a Fera de A Bela e a Fera. No caso, Depp é belo, mas transfigurado pela maquiagem e, claro, pelas mãos. Melhor é Impossível (HBO, 23h15, 12 anos), de James L. Brooks, traz Jack Nicholson vivendo neurótico, machista, grosseiro e sarcástico que tem como vizinho um gay, Simon (Greg Kinnear), que lhe rendeu o Oscar de ator em 1998, e tenta conquistar a garçonete Carol (Helen Hunt). Com transtorno obsessivo-compulsivo, ele começar a mudar a partir da doença de Simon. Boa comédia que não pretende apenas fazer rir.

Johnny Depp é o ator favorito entre os americanos, diz pesquisa;


Johnny Depp foi eleito o ator favorito nos Estados Unidos em 2010, segundo uma pesquisa realizada pelo instituto Harris Interactive entre o público americano, que situou o artista à frente deClint Eastwood, vencedor do ano anterior (veja galeria acima com os 10 mais votados em 2010).

A partir dos dados extraídos de uma pesquisa feita com 2.331 participantes realizada em dezembro de 2010 e divulgada nesta semana, o instituto deduz que, entre os dez atores favoritos dos americanos, figuram também, nesta ordem, Denzel Washington, que subiu uma posição em relação ao ano anterior, e John Wayne, que em 2009 ocupava o sétimo lugar.

Este último ator é o único que desde 1994 figura todos os anos nesta peculiar lista, embora já tenha morrido há mais de três décadas. Harrison Ford ocupa a quarta posição, voltando a fazer parte do ranking após um ano de ausência.

Em quinto lugar está Angelina Jolie, enquanto o sexto é compartilhado por Tom HanksGeorge Clooney e Julia Roberts, já que os três receberam o mesmo número de votos.

Completam a lista Clint Eastwood, que cai do primeiro ao nono lugar, e Sandra Bullock, que em 2009 ocupava a quarta posição.

A entrada de Angelina Jolie e de Harrison Ford na lista fez com que saíssem Meryl Streep - que em 2009 ocupava o oitavo lugar - e Morgan Freeman - o nono naquele ano.
Relembre as carreiras de Johnny Depp (AQUI), Angelina Jolie (AQUI), George Clooney (AQUI) e Clint Eastwood (AQUI).

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh