quinta-feira, 25 de maio de 2017

A maldição e a benção de Johnny Depp é um tal pirata Jack Sparrow




Johnny Depp é Jack Sparrow (Walt Disney Studios Motion Pictures)
Johnny Depp tem uma maldição que o persegue, tal qual um pirata em uma embarcação assombrada.
O fantasma é ele próprio, ou melhor, seu personagem na franquia Piratas do CaribeJack Sparrow assombra o astro hollywoodiano há pelo menos 14 anos.
Foi, em 2003, quando chegou aos cinemas o primeiro filme da série, A Maldição do Pérola Negra. A bênção de Depp, um ator sempre à vontade diante do estranho e do esquisito – assim surgiu, aliás, como Edward Mãos de Tesoura no filme de Tim Burton, em 1990.
Com A Maldição, Depp encontrou seu tom. Seu pirata canastrão era tão adorável quanto alcoolizado, tão sacana quanto amável. A produção garantiu mais de US$ 654 milhões e deu ao ator uma indicação para o Oscar.
Depois disso, os anos 2000 foram dele – e mais duas indicações da Academia vieram. Na última, com Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet, em 2008, Deppmostrava esgotamento. Seu barbeiro era similar demais a Sparrow.
O Chapeleiro Maluco de Alice no País das Maravilhas, também. Vieram papéis menores, dos quais era impossível se descolar da imagem do pirata canastrão.
Até em suas performances como músico, Depp sobe ao palco como uma versão limpinha de Sparrow, oras.
Se fosse protagonista do próprio filme, Depp veria o ápice da carreira com Sparrow. Depois disso, só o abismo.
As acusações de agressões à ex-mulher Amber Heard, a rejeição dos fãs a Animais Fantásticos e Onde Habitam por conta disso e as notícias de falência só confirmam isso.
É hora de Depp deixar Sparrow para trás. Para seu próprio bem.

via   Estadão

‘Piratas do Caribe’ não ganhará novos filmes sem Johnny Depp

‘Piratas do Caribe’ não ganhará novos filmes sem Johnny Depp


Em entrevista à Variety, o produtor Jerry Bruckheimer revelou que não fará novos filmes da franquia ‘Piratas do Caribe‘ caso Johnny Depp não aceite voltar.
“Não vejo isso acontecendo. O segredo do sucesso de qualquer franquia é ter pessoas talentosas nela, e Johnny é absolutamente fundamental para o sucesso desses filmes. Ele desempenha um personagem único, cativante, irreverente… é um pacote completo”, afirmou.
Ontem, o ator Brenton Thwaites revelou que ‘Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar‘ servirá como um recomeço para a franquia e irá levá-la em novas direções – saiba mais!
Especialistas de mercado do Deadline indicam que o filme deve arrecadar em torno de US$ 230 e US$ 285 milhões mundialmente em seu fim de semana de estreia.

Projeções mais otimistas indicam que o valor pode chegar a US$ 300 milhões, graças a um feriado nos EUA na segunda-feira.
Assista nossa crítica em vídeo:

Leia a crítica em TEXTO:
Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar‘ estreia dia 25 de Maio de 2017.
“Em nova aventura, o Capitão Jack Sparrow se encontra com os ventos da má sorte soprando com mais força quando um grupo piratas fantasmas são liberados por um velho inimigo: Capitão Salazar (Javier Bardem), que depois de escapar do Triângulo do Diabo está determinado a matar todos os piratas do mar, principalmente Jack Sparrow. Sua única esperança de sobrevivência é a busca pelo lendário Tridente de Poseidon – um artefato poderoso que dá ao seu possuidor o controle dos sete mares.
Para encontrá-lo, ele tem que fazer uma aliança com a brilhante astrônoma Carina Smyth (Kaya Scodelario) e o teimoso marujo Henry (Brenton Thwaites).

viacinepop 

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Piratas do Caribe: homens mortos não dizem mentiras - mas a última parcela da série de sucesso ainda é esperado para ganhar US $ 80 milhões este fim-de-semana

  • Dead Men Tell No Lies, a quinta parcela da franquia Piratas do Caribe, está definido para estréia em todo o país na sexta-feira 
  • Os críticos já começaram a pesar sobre o filme, a maioria dando críticas negativas 
  • O filme atualmente tem uma classificação de 33% sobre Rotten Tomatoes - o segundo mais baixo na franquia até agora 
  • Ainda, os peritos estimam que o filme fará $ 80million este fim de semana, e poderia varrer mais de $ 150million quando debutar internacionalmente na próxima semana




  • A quinta edição da franquia Piratas do Caribe, Dead Men Tell No Tales, está programada para ser lançada em todo o país na sexta-feira, mas o filme já está recebendo um fluxo de críticas negativas de críticos que participaram de rastreios avançados. 
    Os críticos chamaram o filme de 'inessencial' e 'dumbed down' - com muitos discordando com o retorno viciado de Johnny Depp como Capitão Jack Sparrow.
    "É um pouco menos bonito esses dias para assistir seu Jack Sparrow swish sobre bêbado, sabendo o ator é um exuberante abusivo. Igualmente enfadonho é o espetáculo de uma franquia que já foi divertida , desprovida de propósito ", escreveu Sara Stewart, analista do New York Post , referindo-se ao recente rompimento de Depp com a esposa Amber Heard.


    Os críticos estão despedaçando o novo filme dos Piratas do Caribe, Dead Men Tell No Tales.  Acima, um ainda do filme, mostrando Johnny Depp como Capitão Jack Sparrow
    Os críticos estão despedaçando o novo filme dos Piratas do Caribe, Dead Men Tell No Tales. Acima, um ainda do filme, mostrando Johnny Depp como Capitão Jack Sparrow
    Orlando Bloom (à direita) retorna ao filme como Will Turner. Brenton Thwaites (à esquerda) interpreta seu filho na tela, Henry, que ele tinha com o personagem de Keira Knightly 
    Javier Bardem interpreta um vingativo caçador de piratas mortos-vivos para se vingar de Sparrow
    Javier Bardem interpreta um vingativo caçador de piratas mortos-vivos para se vingar de Sparrow
    "Um relógios Johnny Depp flounce através de" Dead Men Tell No Tales "com o vergonha vicarious de ver alguém tentar duro para ser difícil de ser engraçado e falhar. Há também a irritação de ser forçado a ver alguém dar uma performance que é como uma interpretação meio-hearted de grandes sucessos ", acrescentou o San Francisco Chronicle Mick LaSalle.  
    O filme atualmente tem uma classificação de 33% sobre Rotten Tomatoes, o segundo mais baixo da franquia para On Stranger Tides, o quarto filme, que tem uma classificação de 32%.  
    No entanto, o filme é provável que seja uma grande vitória para o proprietário Disney, com especialistas estimando que fará entre US $ 80-85million este fim de semana do Memorial Day. 




    via  mailOline

    Depp e Bardem, os piratas que nos levam ao cinema

    É já o quinto filme de “Piratas das Caraíbas” mas o entusiasmo continua intacto. A razão é simples: Johnny Depp é sempre genial como Jack Sparrow. E desta vez terá a ajudá-lo Javier Bardem como vilão



    “Piratas das Caraíbas: Homens Mortos não Contam Histórias” é o título do mais recente episódio da saga produzida pelos estúdios Disney que, desde 2003, conquista e arrasta fãs de todo o mundo e de todas as idades. Chega aos cinemas já no dia 25 de maio e traz como grande surpresa a participação de Javier Bardem no papel de capitão Salazar (ou, mais exatamente, no papel do seu fantasma) que vem para se vingar de Jack Sparrow e de todos aqueles que contribuíram para a sua morte e destruição do navio que comandava.
    A contracenar com esta dupla genial continua de pedra e cal Geoffrey Rush, no eterno papel de Capitão Barbossa. Mas também encontraremos os jovens Brenton Thwaites (de “Os Deuses do Egipto” ou “Ride – Na Onda”) e Kaya Scodelario (“Maze Runner”) como Henry e Carina Smith, respetivamente. Ainda assim, é impossível olhar para estes dois novos atores sem nos lembrarmos de imediato de Orlando Bloom e Keira Knightley – o par que muito contribuiu para que esta saga nos agarrasse de tal maneira que ainda hoje movimenta milhões.
    Orlando Bloom e Keira Knightley, nos papéis de Will Turner e Elizabeth Swann, participaram nos primeiros três filmes -“A Maldição do Pérola Negra”, em 2003, “O Cofre do Homem Morto”, em 2006 e “Nos Confins do Mundo”, em 2007. Depois prometeram não regressar mais, mas a verdade é que este novo episódio da série, que agora chega ao grande ecrã, presenteia os fãs com mais uma surpresa: Keira Knightley e Orlando Bloom estão de volta embora, ao que tudo indica, com pequenas participações especiais.

    Jack Sparrow perseguido por fantasmas

    Neste novo episódio, o Capitão Jack Sparrow vive um dos momentos mais negros da sua vida de intrépido pirata. Isto porque um grupo de fantasmas de piratas, comandado pelo velho inimigo Capitão Salazar, escapam do Triângulo do Diabo. A determinação destas almas penadas é uma só: matar todos os piratas do mar, incluindo Jack Sparrow, claro. Para escapar à ameaça, só tem de encontrar o lendário Tridente de Poseidon, um poderoso objeto que confere total controlo sobre os mares a quem o detém. Mas claro que encontrar o Tridente de Poseidon vai dar luta, até porque toda a gente quer encontrá-lo primeiro. Para Jack Sparrow conseguir vencer este difícil desafio irá precisar da ajuda do Capitão Barbossa e do Capitão William Turner.
    Joachim Rønning e Espen Sandberg são os realizadores deste novo “Piratas das Caraíbas”, que conta com a produção de Jerry Bruckheimer, famoso pelo seu trabalho como produtor das várias séries CSI, nomeadamente “CSI: Crime Scene Investigation”, “CSI Miami” ou “CSI NY”, entre outras.
     

    Piratas multipremiados

    Sabe-se que de cada vez que “Piratas das Caraíbas” sobe aos cinemas, recebe uma chuva de prémios e distinções. Tem sido assim desde o primeiro filme da saga – “A Maldição do Pérola Negra” – em que Johnny Depp chegou mesmo a ser nomeado para o Óscar de melhor ator principal. Também em relação a esse filme ganhou o MTV Movie Awards para Melhor Ator, tendo a película sido ainda indicada para as categorias de Melhor Filme, Melhor Revelação Feminina (Keira Knightley), Melhor Equipa, Melhor Vilão (Geoffrey Rush) e Melhor Comediante (Johnny Depp). A lista é interminável e só nos MTV Movie Awards Johnny Depp foi ainda distinguido em 2007 e 2008. O registo de prémios e distinções sucede-se ao longo dos anos, incluindo diversos festivais de cinema e competições promovidos por críticos ou público.
    Tudo leva a crer que “Piratas das Caraíbas – Homens Mortos não Contam Histórias” seguirá as mesmas pisadas que os anteriores. Não só porque os ingredientes estão lá todos, mas também pelo que Javier Bardem já deixou escapar durante uma entrevista a um site da especialidade. “É uma alegria trabalhar com ele”, disse, referindo-se a Johnny Depp, acrescentando ainda: “Ele faz este papel que conhece tão bem que, por vezes, a parte difícil é não ser apenas espectador. Por vezes, eu estava a contracenar com ele, via-o tornar-se no Sparrow e era um prazer.” Quem também terá ajudado Javier Bardem a melhor contracenar com Johhny Depp foi a sua mulher, Penelope Cruz, que participou no quarto filme da série – “Piratas das Caraíbas – Por Estranhas Marés” e que lhe disse simplesmente “diverte-te”.

    4 Piratas das Caraíbas, dos verdadeiros

    Jack Sparrow e Salazar são piratas do mundo imaginário, mas a verdade é que durante alguns séculos os navegadores que se faziam aos oceanos tinham de enfrentar piratas a sério. Estes são alguns desses, dos “verdadeiros”:
    Calico Jack
    Foi o primeiro a usar o símbolo que se tornou distintivo dos piratas – a bandeira com a caveira e duas espadas cruzadas, denominada Jolly Roger. Pirata inglês, operava sobretudo na área das Bahamas e Cuba no início do século XVIII. Ficou também famoso por incluir na sua tripulação duas corajosas mulheres – Anne Bonny e Mary Read. Foi capturado na Jamaica e, para servir de aviso e lição, foi enforcado e pendurado em Port Royal, naquele país.
    Anne Bonny
    Irlandesa de berço, mas crescida e criada nas Bahamas para onde a família se mudou, Anne Bonny vivia cercada por piratas. Apesar de o seu pai ser um abastado homem de negócios, acabou por renunciar à herança para casar com um bandido de nome James Bonny. Alguns anos mais tarde, Anne Bonny conheceu o famoso pirata Calico Jack e fugiu com ele, integrando a sua tripulação. Sobreviveu a todos os ataques de que foram alvo e viveu até aos 93 anos.
    Edward Teach (Blackbeard)
    Edward Teach, mais conhecido por Barba Negra (Blackbeard), é o responsável pela imagem associada ao pirata terrível de aparência assustadora. Pouco se sabe sobre a sua origem, havendo discrepâncias sobre o local onde terá nascido (Londres ou Jamaica?). Sabe-se com certeza que foi um dos mais temidos e implacáveis, bastando por vezes a sua aparição para que os inimigos se rendessem de imediato sem oferecer luta.
    Capitão Kidd
    William Kidd era um corsário inglês com a tarefa oficial de perseguir e pilhar navios franceses. Porém, excedeu-se nas suas funções e não resistiu a atacar navios que não estavam ao abrigo do acordo estabelecido com o governo inglês. Acabou por ser preso nos Estados Unidos da América e condenado à morte. Mas mesmo depois da sua morte a fama que detinha não o largou, já que se propagavam as ideias dos muitos tesouros que Kidd teria escondido pelo mundo.
    Conteúdo produzido pelo OBS Lab. Para saber mais, clique aqui.


    via Oservador

    Piratas do Caribe 5 diretores: Não havia problema de ego em Johnny Depp sets de filme

    Joachim Ronning diz que, embora ele e Espen Sandberg nunca tenham trabalhado em tão grande set-up, foi fácil para eles colaborar com estrelas tão grandes.



    Piratas do Caribe: Piratas do Caribe: Piratas do Caribe: Piratas do Caribe: Piratas do Caribe: Piratas do Caribe: Piratas do Caribe: Revenge de Salazar, Piratas do Caribe


    Manusear personalidades como Johnny Depp, Geofrrey Rush e Javier Bardem em um set de filmagem pode ser uma tarefa para dois diretores de estreia, mas Joachim Ronning e Espen Sandberg dizem que a filmagem do Pirates 5 foi uma boa navegação, pois não havia problemas entre as estrelas. O duo de diretor norueguês está fazendo sua grande estréia em Hollywood com Pirates of the Caribbean: Salazar's Revenge, depois de impressionar o produtor Jerry Bruckheimer com o seu drama 2012, Kon-Tiki, indicado ao Oscar.
    Ronning diz que, embora ele e Sandberg nunca tenham trabalhado em tão grande set-up, foi fácil para eles colaborar com estrelas tão grandes. "Não havia ego questões e atitude ou qualquer outro problema. Eles estavam lá para levar o filme para a frente. Apenas em alguns dias de nós entrar no projeto, nós começamos a olhar para eles além do que lemos nos jornais ", disse Ronning PTI em uma entrevista.
    "A maioria do elenco e da equipe tem trabalhado juntos em todos os outros filmes e fomos os novos caras dizendo-lhes o que fazer. Foi assustador, mas foi muito bem. "Sandberg diz que todos os atores foram profissionais profundos durante a realização do filme e eles fizeram os dois se sintam confortáveis.
    "Todos eles eram pessoas muito doces. Eles são muito profissionais e há uma razão pela qual eles estão no topo de sua carreira. Eles são fáceis de trabalhar, super bem preparado e fez o nosso trabalho fácil. "Nós nos sentaríamos e discutiríamos como poderíamos fazer o filme melhor. Eles estavam cientes de que as pessoas podem começar star-golpeado na frente deles e assim fizeram povos relaxar. Eles souberam quebrar a parede.
    Ambos os diretores começaram a fazer filmes com a idade de 10 e admitir que Pirates é uma tal franquia que eles têm sido um fã e sonhado de dirigi-lo um dia. Ronning diz que quando eles vieram oficialmente a bordo como diretores da quinta parcela da franquia de aventura do mar, eles perceberam o que uma tarefa árdua que ia ser.
    "Nós somos fãs da franquia. A pressão estava no direito desde o momento em que nos juntamos. Mas era mais como se colocássemos essa pressão sobre nós mesmos porque nos foi dada esta enorme oportunidade como cineastas e tivemos que fazer isso direito. "Sabíamos que o filme tem uma audiência enorme e queríamos fazer um bom filme. É uma grande responsabilidade porque é um filme caro ", diz ele. Sandberg diz para eles que o aspecto mais desafiador era trazer uma coesão entre todos os elementos do filme - a mitologia, a ação, o drama eo humor.
    "Não há pequenas cenas no filme. Tudo é muito grande. A história é bastante complexa porque tem uma mistura única de drama, ação, aventura e humor.Assim, equilibrar tudo o que era importante. "Ronning diz que ele e Sandberg estão felizes que eles tiveram essa grande oportunidade de fazer sua estréia em Hollywood com um filme como este, como sempre quis fazer filmes com grande ação e grande espetáculo.
    "Nós gostamos de fazer filmes para a tela grande, então nós apreciamos a nossa experiência de 'Piratas'. Nós amamos fazer a grande ação e grande espetáculo. É necessário para um filme caro assim. "
    Piratas do Caribe: Salazar's Revenge é lançado nesta sexta-feira.

    via   IE

    terça-feira, 23 de maio de 2017

    Às vésperas de um novo "Piratas do Caribe", Johnny Depp tenta recuperar apelo

    O ator cult que virou astro de cinema e caiu em desgraça. Os últimos 20 anos da vida e carreira de Johnny Depp dariam um filme. Ou uma novela mexicana.


    Antes de “Piratas do Caribe: A Maldição do Perola Negra” (2001), Johnny Depp era cult, então, virou popular na esteira de uma inesperada e inusitada, mas merecida indicação ao Oscar de melhor ator pela interpretação de Jack Sparrow. Hoje, às vésperas do lançamento de “Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar” , o ator é radioativo.

    Johnny Depp promove o novo Piratas do Caribe em Paris
    Divulgação
    Johnny Depp promove o novo Piratas do Caribe em Paris

    Não faz muito tempo que J.K Rowling teve que recorrer as suas redes sociais para defender a escalação do ator como Grindelwald em “Animais Fantásticos e Onde Habitam” . Em meio a uma ruidosa separação, com denúncias de violência doméstica, fracassos sucessivos no cinema e à beira da falência – o astro processa ex-agentes por gestão fraudulenta de seu patrimônio – Johnny Depp está à deriva como poucos astros contemporâneos já estiveram.
    Talvez Nicolas Cage seja uma referência que possa vir à mente, mas o sobrinho de Francis Ford Coppola não angariou uma antipatia do público tão vertiginosa e incandescente como Depp.
    A Disney, que gastou cerca de US$ 320 milhões na produção e divulgação de “A Vingança de Salazar”, dos quais cerca de US$ 50 milhões foram pagos ao ator para reviver seu icônico personagem pela quinta vez, está preocupada de como a imagem negativa de Depp junto a parcela do público irá afetar o desempenho comercial do filme. Empresa e produtores já tiveram que administrar um astro desmotivado nos sets de filmagens. Há boatos de que o ator teria se apresentado para rodar algumas cenas embriagado e que isso teria gerado constrangimentos entre membros da equipe, inclusive o antagonista da vez, Javier Bardem.
    Acossado, Depp foca no trabalho. Além do novo “Piratas do Caribe” , o astro está creditado em mais cinco longas que serão lançados em 2017, entre eles o aguardado “Assassinato no Expresso do Oriente”, de Kenneth Branagh.
    Javier Bardem em cena de
    Divulgação
    Javier Bardem em cena de "Piratas do Caribe: A Vingança do Salazar"

    A decadência do astro, no entanto, precede o frenesi com sua imagem pública na esteira do divórcio de Amber Heard. Depp vinha se repetindo e o fantasma de Jack Sparrow em suas atuações era um presença incômoda que já alertara para a explosão dessa bolha a qualquer momento.  “O Cavaleiro Solitário” (2013), um desastre orçado em US$ 200 milhões e dirigido pelo mesmo Gore Verbinski do primeiro “Piratas” demonstrou que, talvez, Depp tivesse que se distanciar do cinemão. Ele tentou coisas diferentes como “Mortdecai: A Arte da Trapaça”, do mesmo David Koepp do hit “A Janela Secreta”, mas Jack Sparrow ainda era uma sombra e tanto. Em “Aliança do Crime”, é bem verdade, sob pesada maquiagem, Depp esquivou-se de Sparrow, mas pouca gente viu esse filme de máfia diferente.
    Com suspenses e até mesmo um filme de monstro da Universal, “O Homem Invisível”, à frente, parece certo afirmar que Depp desenhou seu 2017 como o ano da virada, algo que a participação em uma franquia querida como a de Harry Potter deveria ajudar, mas os escândalos o alcançaram antes e agora o que era para ser certo, parece mais duvidoso do que nunca.
    Johnny Depp em
    Divulgação / Warner Bros. Pictures
    Johnny Depp em "Aliança do Crime"
    Parece improvável que “A Vingança de Salazar” fracasse retumbantemente, mas é razoável projetar uma despedida melancólica do personagem que já foi o mais icônico da cultura pop contemporânea e que, de alguma maneira, ressignificou Depp para a posteridade.
    Recentemente, Johnny Depp externou arrependimento de ter seguido a carreira de ator. A morte como astro, e faz parte do processo deixar Sparrow para trás, pode ser providencial para o renascimento do ator. A fogueira de vaidades de Hollywood arde de um jeito bem singular.



    via   IG

    Johnny Depp vai interpretar ‘O Homem Invisível’ no Dark Universe da Universal

    Johnny Depp vai interpretar ‘O Homem Invisível’ no Dark Universe da Universal

    Universal Pictures acaba de confirmar sua nova adaptação para o cinema de ‘O Homem Invisível’, romance de H. G. Wells publicado em 1897.
    Johnny Depp (‘Piratas do Caribe’) assinou contrato para estrelar a nova versão, que fará parte do Universo de Monstros da Universal: ‘Dark Universe‘.
    Os produtores serão Alex Kurtzman e Chris Morgan, contratados para criar um universo para a sua franquia de monstros, que conta com ‘A Múmia‘, ‘Van Helsing‘, ‘Drácula‘ e ‘Lobisomem‘.

    Cada um dos personagens ganhará um filme solo que farão parte do mesmo universo, podendo assim ter uma reunião no futuro, assim como a Marvel fez com seus Vingadores.
    O Homem Invisível’ já tinha virado filme em 1933, com roteiro assinado pelo próprio Wells, que acompanhou a história do Dr. Jack Griffin, cientista devotado que encontra uma maneira de ficar invisível, mas no processo se torna um assassino insano.
    Não há cronograma definido para a nova história.

    VIA  CINEPOP

    AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

    JOHNNY DEPP

    JOHNNY DEPP

    HUMOR DA NAHH

    The current mood of nahh at nahh