quarta-feira, 1 de junho de 2011

Piratas 4 ultrapassa us$ 600 milhões em bilheterias no mundo

Apenas doze dias após a estreia, o filme “Piratas do Cabibe: Navegando em Águas Misteriosas” passou dos US$ 600 milhões nas bilheterias ao redor do mundo.
Com isso, a produção segue o mesmo ritmo de “Baú da Morte”, o mais bem-sucedido da franquia até agora. As informações são da publicação The Hollywood Reporter.
A participação das plateias fora da América do Norte desempenhou papel importante para que o filme alcançasse essa marca. Quase 75% da renda de “Piratas do Caribe 4” foi obtida fora do mercado estrangeiro.
Entre os países que mais colaboraram para o sucesso do filme estão o Brasil, a Índia, a Rússia e a China. Nesses locais, o público está mais disposto a pagar mais por uma projeção em 3D, ao contrário do que vêm acontecendo nos Estados Unidos.
Particularmente na Rússia e na China, “Navegando em Águas Misteriosas” é o filme da Disney que teve melhor renda em todos os tempos.
“Piratas 4” foi a maior bilheteria do ano até agora. O ranking é seguido por “Velozes e Furiosos 5”, “Rio”“Thor” e “Rango

via Depp Lovers”

Bilheterias Brasil: A festa ainda é de Jack Sparrow

A chegada de mais novidades neste fim de semana ajudou a manter a curva de crescimento (45%) na quantidade de espectadores em relação ao ano passado. Mesmo assim, apesar da estreia do trio que arrombou a festa em 2009 com Se Beber, Não Case!, a farra maior continua sendo de Jack Sparrow (Johnny Depp).

Com um empate técnico na condição de menor queda de público (38%), Piratas do Caribe - Navegando em Águas Misteriosas atraiu quase 670 mil pessoas em seu segundo fim de semana e soma até agora cerca de 2.4 milhões, após 10 dias em cartaz. O número é expressivo, principalmente, porque o aproxima rapidamente de outros títulos há semanas em exibição.
A 2ª colocação ficou com a farra do trio Bradley Cooper, Ed Helms e Zach Galifianakis em Se Beber, Não Case! Parte II. Com menos da metade (329) das salas do pirata, a sequência de Todd Phillips estreou bem, atraindo para a "bagunça" quase 438 mil pessoas, mais do que o dobro do primeiro filme e deve ter fôlego para muito mais.
No 3º lugar, Velozes & Furiosos 5 - Operação Rio foi quem perdeu menos (37,8%) e com o detalhe que este já é o quarto fim de semana. Com mais 215 mil novos ingressos, o longa supera com folga a marca dos três milhões vendidos e tem combustível para mais.
Bem mais abaixo, Thor garante a 4ª posição ao ter pouco mais 58 mil poltronas ocupadas em suas salas, mas com quase 50% menos espectadores que na semana anterior, o filme começa a patinar e só agora supera a marca dos 2.5 milhões. Rio também caiu uma posição em relação a semana passada e assume o 5º lugar. Com perda de 44%, a animação acrescenta quase 58 mil ingressos ao total que já passa dos 6.2 milhões vendidos.
Em 6º, a aventura sobrenatural Padre 3-D não se assusta com a concorrência e as críticas negativas. Em seu terceiro fim de semana, o filme atraiu quase 43 mil pessoas e mesmo com perda de quase 57%, está perto de acumular um total de 600 mil.
Segunda melhor estreia do período, O Poder e a Lei teve apenas 60 salas para garantir o 7º lugar, atraindo cerca de 32.500 pagantes.
Na 8ª posição, a comédia dramática O Noivo da Minha Melhor Amiga teve uma queda significativa (66%), mas ainda assim atraiu quase 22 mil para suas 112 salas e bateu o total de 300 mil após 17 dias de exibição. Estreando com 20.600 espectadores, o drama Um Novo Despertar, com Mel Gibson e Jodie Foster, veio logo atrás e com pouco mais de um terço (46) dos cinemas, conseguiu assegurar um tímido 9º lugar.
A 10ª posição ficou com suspense romântico Os Agentes do Destino, que registrou a pior queda. Com menos 70% dos ingressos, a produção atraiu perto de 11 mil pessoas em seu terceiro fim de semana, totalizando 175 mil com 55 salas. O futuro é a saída do ranking de espectadores. Para se ter uma ideia do fraco desempenho, a comédia dramática Minhas Tardes com Margueritte estreou com cerca de 10% de suas salas (6) e atraiu mais de cinco mil cinéfilos.
Próxima sexta-feira tem mais novidades previstas para chegar, entre elas, os nacionais Estamos Juntos e Um Lugar ao Sol, além do aguardado X-Men: Primeira Classe.

Diretor compara Johnny Depp a Humphrey Bogart e Clark Gable



O ator Johnny Depp, o protagonista de "Piratas do Caribe 4: Navegando em Águas Misteriosas", será lembrado como a maior estrela de cinema de seu tempo, e a história o colocará à altura de figuras lendárias como Humphrey Bogart, Rodolfo Valentino e Clark Gable, afirmou o diretor do filme, Rob Marshall.
"Ele é tão intenso quanto as grandes estrelas do passado", explicou o cineasta em declarações divulgadas nesta terça-feira (31) no site do jornal "Los Angeles Times".
"Dentro de muitos anos, quando as pessoas virem esta geração de Hollywood, ele [Depp] será considerado a maior estrela desta época. Tem seu próprio estilo e assume grandes riscos cada vez que decide fazer um filme", acrescentou.
Reprodução
O ator Johnny Depp
O ator norte-americano Johnny Depp, que foi comparado a Humphrey Bogart, Rodolfo Valentino e C"Piratas do Caribe", já havia elogiado o ator ainda no início das gravações.
"É como Rodolfo Valentino. Tem um controle absoluto na hora de se expressar sem palavras. O humor e os sentimentos que provoca simplesmente com seu rosto é algo extraordinário", disse. "Vêm-me à mente comparações com Charlie Chaplin e Errol Flynn. Para mim, honestamente, é uma estrela de outro tempo. É realmente único."
Atualmente em circuito com "Piratas do Caribe 4: Navegando em Águas Misteriosas", filme de maior arrecadação no mundo todo este ano até agora, Depp estrelará em outubro "O Diário de Um Jornalista Bêbado", baseado no romance homônimo de Hunter S. Thompson.
Atualmente, ele grava "Sombras da Noite", sua oitava parceria com Tim Burton, e entre seus projetos futuros constam "A Lenda do Cavaleiro Solitário" e, possivelmente, a quarta sequência da franquia "Piratas do Caribe".

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh