sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Angelina Jolie: Roupas usadas pela filha voltam a ser assunto na mídia

Reprodução

Atriz diz respeitar a escolha de Shiloh, de 4 anos, que prefere se vestir com menino
QUEM Online
Shiloh, filha de Angelina Jolie, voltou a ser assunto na mídia. A atriz falou sobre a preferência da garotinha por roupas masculinas, em entrevista à revista britânica "Stylist".

"Não é minha escolha", falou a estrela, de 35 anos. "Eu tenho uma menina de 4 anos de idade com uma personalidade forte, que diz o que quer usar e eu deixo ela ser quem ela é."

Angelina também disse: "Eu acho que as crianças devem vestir o que quiser e se expressar, por isso damos a eles diferentes opções."

A atriz ainda foi questionada sobre o corte de cabelo da filha. "Shiloh chorou e disse: ´Por favor corte meu cabelo, eu não quero ter cabelo comprido", contou Angelina, que explicou: "Eu quero fazer o que estiver no coração dela e lá dentro ela quer se vestir assim. E acho que isso é lindo."

Já a filha de 5 anos da estrela, Zahara, parece ser o oposto da irmã. "Zahara se veste como uma menina, muito rosa e flores. Bem feminina", disse a mãe.

HOJE È SEXTA-FEIRA 13 .aqui uma lista de filmes para assistir hj á noite show...13 filmes para a Sexta Feira 13

Toda semana tem uma sexta-feira. Todo mês tem um dia 13. O problema é quando essas datas se encontram. Pior que cruzar o caminho de um gato preto, passar por baixo de uma escada ou quebrar um espelho, a sexta-feira 13 é tida como o dia do azar. Veja uma seleção com 13 filmes imperdíveis nessa data:
1. FRANKENSTEIN (1931)
‘Frankenstein’, de 1931, é um dos marcos iniciais do terror. O monstro com testa proeminente e o topo da cabeça achatado, encarnado por Boris Karloff, incorporou-se ao imaginário mundial. Visto hoje, não é tão assustador, mas chocou na época em que foi lançado.Teve duas sequências com Karloff no papel do monstro: ‘A Noiva de Frankenstein’ (1935) e ‘O Filho de Frankenstein’ (1939).
2. PSICOSE (1960)
É impossível falar de cenas clássicas de filmes e não pensar no inesquecível assassinato no chuveiro, de Psicose. O longa é considerado, em inúmeras listas, como um dos melhores da história do cinema. Quem assina a obra-prima é o imortal diretor Alfred Hitchcock, um dos mais apreciados de todos os tempos.
Hitchcock é, inquestionavelmente, tido como o mestre do suspense. Dirigiu filmes como ‘Os Pássaros’, ‘Disque M para Matar’ e ‘Janela Indiscreta’.
Filmes anteriores a esse, como ‘Um Corpo Que Cai’ e ‘Intriga Internacional’ foram produzidos em cores. Apesar de já existir tecnologia na época, o filme foi produzido em preto-e-branco. A razão é simples: o diretor precisava convencer a Paramount (que não acreditava no projeto) a custear a produção. Para tal, além de abrir mão das cores, não recebeu salário durante o trabalho – ficando apenas com a porcentagem sobre os resultados. O resultado foi estrondoso.
Outra prova da grande expectativa do cineasta sobre o projeto foi a luta pelo sigilo do desfecho. Por ser baseado em um livro, o roteiro já nascia com o segredo aberto em qualquer livraria. Para evitar que o público soubesse do final através da leitura, Hitchcock comprou os direitos da publicação, proibindo o lançamento de qualquer reedição. Não satisfeito, comprou também todos os exemplares à venda.
3. À MEIA-NOITE LEVAREI SUA ALMA (1963)
À meia-noite levarei sua alma foi dirigido por José Mojica Marins. Além do cargo de diretor, ele protagoniza o longa, interpretando o coveiro Zé do Caixão. O personagem se tornou o mais conhecido do cineasta, que passou a interpretá-lo em diversos outros filme e, inclusive, fora das telonas.
Atualmente, o diretor (interpretando o personagem) é apresentador de TV,  em ‘O Estranho Mundo de Zé do Caixão’, no Canal Brasil.
4. O BEBÊ DE ROSEMARY (1968)
A inserção de O Bebê de Rosemary no genêro de ‘terror’ é muitas vezes questionada. Durante todo a fita, não há cenas de susto, pessoas decapitadas, cenas nojentas ou inacreditáveis. Muito pelo contrário: a trama se volta para um terror psicológico, acompanhando o desespero da grávida Rosemary (Mia Farrow). O papel é considerado o mais importante da carreira da atriz, responsável pela sua ascenção.
O filme tem direção do consagrado Roman Polanski e recebeu duas indicações ao Oscar, como melhor roteiro adaptado e melhor atriz coadjuvante (Ruth Gordon), do qual foi vencedor.
5. O EXORCISTA (1973)
O Exorcista é o primeiro na lista dos maníacos pelo gênero. Nele, conhecemos a história de uma jovem garota que, até então, tinha uma vida normal. O problema é que as garotas normais não costumam urinar no chão na frente dos convidados ou gritar palavrões. Ao notar essas atitudes um tanto quanto peculiares, a mãe tenta descobrir o que há de errado com a filha. O que descobre é surpreendente: ela está possuída pelo demônio Pazuzu. Para resolver, a mãe convoca dois padres para combater o visitante e tentar recuperar o corpo da garota. O roteiro é baseado em um livro que, por sua vez, é baseado em fatos reais.
6. O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA (1974)
Um maníaco assassino carrega uma serra elétrica, essa é a premissa de O Massacre da Serra Elétrica, de 1974. Seu protagonista, Leatherface, serviu de modelo para muitos personagens de terror que estariam por vir, como Jason e Michael Myers. O enredo é perturbador e baseia-se em uma história real. Com altas doses de violência e horror psicológico, o filme, feito com menos de US$ 150 mil, faturou mais de US$ 100 milhões em todo o mundo.
7. HALLOWEEN (1978)
Na noite de 31 de outubro de 1963, Michael Myers, então um garotinho de 6 anos, mata sua irmã adolescente a facadas. Após o incidente, é internado em um sanatório, onde é considerado por seu médico como o mal encarnado. Exatamente 15 anos depois, Myers consegue escapar e volta apara sua cidade natal, onde passa a perseguir Laurie Strode (Jamie Lee Curtis) e suas amigas.
Halloween pode ser considerado um dos filmes independentes de maior sucesso até hoje e recebeu diversas continuações. A assustadora figura de Michael Myers, que tem o rosto coberto por uma máscara branca, com certeza povoou e ainda povoa os pesadelos de muita gente.
8. O ILUMINADO (1980)

Outro que, assim como Psicose, tornou-se referência na indústria cinematográfica e inspirou inúmeras produções posteriores.

O longa conta com cenas inesquecíveis (consequência do perfeccionismo do diretor Stanley Kubrick). Dois exemplos são as tomadas do menino no velocípede ou das irmãs mortas no corredor (clique na imagem ao lado para ampliar).
Curiosidades: baseado no livro homônimo do famoso autor de suspense, Stephen King, o resultado não agradou nem um pouco o escritor.  King criticou o diretor e afirmou que o terror do filme não tinha a mesma intensidade do livro. A explicação é simples: o diretor optou por, assim como em ‘O bebê de Rosemary’, trabalhar o terror psicológico.
A trama gira entornou da crise de um pai de família que, isolado em um hotel em que trabalha como zelador, volta-se contra sua esposa e filho. Durante esse surto de loucura, a família tem que sobreviver em uma assustadora perseguição. Como se não bastasse, eles ainda se deparam com questões espirituais sobre a morte.
9. A HORA DO PESADELO (1984)
Suéter listrado de verde e vermelho, para muita gente de diversas idades, é razão para ter medo. Isso, porque o longa já teve 6 continuações e 1 remake.
Na trama, os moradores da Rua Elm sofrem com um aterrorizante pesadelo. Nele, são perseguidos pelo homem com o suéter listrado, um rosto deformado e, o pior: garras afiadas nos dedos. Isso seria normal, qualquer um sofre de sonhos ruins. O problema é quando esse sonho afeta também a realidade – machucando e até matando as vítimas.
Curiosidade: ‘A Hora do Pesadelo’ foi o primeiro filme em que Johnny Depp atuou, em um papel sem muita importância.
10. A COISA (1985)
Quem curte trash, certamente lembra-se do terror A Coisa, de 1985. Nele, mineradores encontram uma gosma abaixo da superfície e, por acaso, descobrem que ela é deliciosa. Rapidamente, uma empresa oportunista aparece e comercializa a substância, vendendo-a como uma espécie de sobremesa, chamada Stuff. A guloseima, porém, é um parasita que devora as pessoas por dentro e as transforma em zumbis. Feito com baixo orçamento e efeitos toscos, o filme diverte e é essencial aos fãs do gênero.
11. HELLRAISER (1987)
O que lhe dá prazer? A questão central da trama é essa. No enredo, há uma relíquia histórica capaz de enviar o usuário a um reino no qual terá prazer inimaginável. Frank, personagem principal, resolve fazer uso do objeto. O problema é que a noção de ‘gosto’ não é universal e, nessa dimensão, Frank entra em contato com os Cenóbitas, povo que aprecia a dor.
12. PÂNICO (1996)
Pânico representou, na década de 90, a retomada de fôlego no gênero, que estava em baixa há quase uma década. Apesar de muitos considerarem o trabalho como um filme trash, ele integra diversas listas consagradas, como ‘500 Melhores Filmes de Todos Os Tempos’ e ‘1001 Filmes Para Ver Antes de Morrer’.
Na trama, o assassino não é de todo mau. Ao contrário de Freddy Krueger e Jason, o mascarado tem piedade e só mata quem merece (pelo menos nos critérios dele). E o critério é simples: só morre quem não sabe responder às perguntas sobre filmes de terror que o psicopata faz por telefone.
13. ATIVIDADE PARANORMAL (2007)
Atividade Paranormal é, literalmente, um filme caseiro. Gravado em uma casa de verdade (dispensando estúdios), durante apenas uma semana, teve gastos mínimos: apenas 11 mil dólares. O investimento foi certeiro. Se você investir na poupança, suas economias irão valorizar cerca de 0,5% em um mês. Já na bolsa, o sistema é mais arriscado e, se você der um tiro certeiro, pode chegar a ganhos de até 25%. Mas se você for um cineasta esperto, realizador de um filme sobre um demônio que atormenta uma garota que resolve gravar o drama, você pode chegar a lucrar 200.000% só nas primeiras semanas de exibição do seu trabalho.
O longa segue a mesma linha original de ‘Canibal Holocausto’, que inspirou ‘Bruxa de Blair’, ‘Cloverfield’ e ‘REC’: fitas gravadas e encontradas depois de ‘grandes tragédias’. No caso, um casal resolve filmar o seu dia-a-dia, pois acredita ser vítima de problemas paranormais. Eles estavam certos e o resultado é um dos maiores sustos dos últimos anos.
+ Confira vídeo com a reação do público durante a exibição do filme (não contém spo

Fotos dos sets de Piratas 4 em Los Angeles

Veja abaixo mais algumas fotos dos sets de Piratas do Caribe 4 que estão sendo construídos nos estúdios da Universal em Los Angeles, mesmo local de um vídeo já postado anteriormente (aqui).

Imagem Imagem Imagem Imagem
Imagem Imagem Imagem

Como mostrado no vídeo os visitantes podem fazer uma tour pelos sets, mas os guias não têm permissão para dizer que os cenários vistos estão destinados a Piratas 4 e, de acordo com uma fã que fez o passeio, se contentam em dizer que perderão o emprego se contarem.

Fonte


via  www.johnnydepp.com.br

Piratas 4 se despede do Havaí

O produtor Jerry Bruckheimer postou em Twitter uma foto do Havaí, provavelmente tirada do helicóptero com a seguinte mensagem em tom de despedida:

Imagem

" 'Mahalo' a todos no Havaí que fizeram as nossas filmagens de Piratas 4, ótimas. Vocês nos ensinaram que 'aloha' não é só uma palavra."

As filmagens de Piratas do Caribe 4 passam a ser em Los Angeles e em seguida na Inglaterra.


via www.johnnydepp.com.br


Sexta-feira, 13 de agosto: entenda a fama da data

Acontecimentos históricos, como a Ordem dos Templários, se misturam às superstições

Daniel Torres, iG São Paulo | 13/08/2010 00:00
Uma sexta-feira 13 e logo em agosto. Para os supersticiosos é dia de ficar em casa e não fazer nada muito arriscado, de preferência com algum amuleto que possa quebrar qualquer tipo de azar que a data carrega. “Quem tem superstição tem de se apegar com aquilo que o acalme. Mas a pessoa tem de acreditar“, afirma o professor, astrólogo, numerólogo e pesquisador da cultura popular Nathanael Souza.

Foto: AP
Representação de Leonardo da Vinci para a Última Ceia. Cristo e os apóstulos eram 13 pessoas reunidas em uma sexta-feira
Para entender melhor a construção da fama, ou maldição, da sexta-feira 13 de agosto, primeiro é necessário entender alguns significados de cada elemento separadamente. Na história da civilização, o 13 é um número considerado incompleto. São doze os ciclos lunares durante um ano solar, que formam os 12 meses no ano, e a contagem da civilização suméria tinha como base 12 unidades, daí vem a porção padrão conhecida como dúzia.
Outras coincidências religiosas e místicas também estão presentes na composição da ‘carga negativa’ do 13 . Esse era o número de pessoas que estavam presentes a Última Ceia, refeição que Jesus teria feito antes da crucificação. E para quem acredita em outras forças místicas, a décima terceira carta do Tarô é “A Morte”.
Ainda existem duas lendas da mitologia nórdica que reforçaram os mistérios quanto ao número 13 e espalharam a superstição pela Europa. A primeira conta que em uma festa na morada dos deuses, foi dado um banquete para 12 divindades, mas Loki, espírito do mal e da discórdia, que não teria sido convidado, apareceu para criar um desentendimento entre os deuses. Durante uma briga, o deus Balder, favorito entre as divindades, teria morrido. Daí vem a crença de que não se deve convidar 13 pessoas para um jantar ou uma festa.
Outra lenda escandinava diz que Friga, deusa do amor e da beleza, teria se transformado em uma bruxa após a conversão dos nórdicos ao cristianismo. Como vingança, ela passou a se reunir todas as sextas-feiras com outras 11 bruxas e o demônio. Juntos, os 13 ficaram lançando feitiços sobre os novos cristãos do alto de uma montanha.

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh