sexta-feira, 11 de março de 2011

'Piratas do Caribe 4' inspira desenhos de zumbis marinheiros







Nessa quinta feiira (10), o site Movie Web divulgou imagens de zumbis inspirados no filme Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas, que o Capitão Jack Sparrow (Johnny Depp) deve enfrentar no próximo longa. Clique na galeria para ver as imagens.


Neste novo filme da série, Sparrow cruza com uma mulher de seu passado (Penelope Cruz), e ele não tem certeza se ela busca o amor ou se está interessada em encontrar a lendária fonte da juventude.
O longa estreia nos cinemas americanos em 20 de maio. Estrelam o filme Johnny Depp, Geoffrey Rush, Penélope Cruz, Ian McShane, Richard Griffiths, Judi Dench, Stephen Graham e Gemma Ward, sob direção de Rob Marshall.
   

via www.johnnydepp.com

Johnny Depp é razão para ver animação Rango legendada By: Fred Burle



Aos poucos vão surgindo demonstrações de que a Pixar e a DreamWorks não serão as únicas referências no campo da excelência das animações. Já em sua estreia como produtora, a Industrial Light & Magic – empresa de 36 anos de George Lucas, responsável pelos efeitos especiais de “Avatar” e outra centena de blockbusters que você já viu, desde o primeiro “Star Wars” – firmou parceria com o canal de TV Nickelodeon e chamou um time de primeira linha para realizar este “Rango”.
Gore Verbinski, diretor da trilogia “Piratas do Caribe”, também é estreante no campo da animação, assim como o roteirista John Logan (“Gladiador”). O primeiro sai-se bem e tem neste o seu melhor trabalho. O segundo é competente o suficiente para segurar esta história com uma fluidez impressionante. Sua única falha foi não desenvolver o tema da falta de água no mundo, questão pertinente que o filme tenta tocar, mas que não aprofunda.
A trama se apoia na premissa do malandro mentiroso que se passa por herói para se safar da perseguição de uma comunidade. Apesar de abusar dos clichês de animação, a história cria passagens que interligam naturalmente os acontecimentos e trás ótimos momentos de paródia/referência aos spaghetti westerns dos anos 60, em homenagens muito bem contextualizadas.
A equipe responsável pelos efeitos em CGI (computação gráfica) superou-se e o visual de Rango não deixa nada a dever a qualquer concorrente. A caracterização dos personagens, a textura de cada bicho nojentinho daquele cenário desértico, é incrível.
A trilha sonora é outro achado: mais um primor assinado pelo alemão Hans Zimmer (“Piratas do Caribe”, “Batman – O Cavaleiro das Trevas”), que misturou mariachis mexicanos com trilha de faroeste pastelão, contribuindo para a atmosfera hilariante do filme.
Mas quem se destaca mesmo – e é o maior trunfo desta produção – é Johnny Depp, dublando o personagem-título com um sotaque à la Jeff Bridges em “Bravura Indômita”, só que voltado para a comédia. Ele é hilário e é peça fundamental para o sucesso de “Rango”.
Por isso, ao optar por cópias dubladas, os brasileiros vão perder o melhor do desenho… Não há dublador, por mais profissional que seja, que supere Johnny Depp ensandecido, dando asas a uma interpretação.
.

Rango

(EUA, 2011)

Bastidores da técnica usada em Rango para dublar os personagens. "Não é uma captura de movimento, mas sim de emoção" - Johnny Depp




via www.johnnydepp.com.br

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh