domingo, 14 de fevereiro de 2010

HAPPY VALENTINE 'S DAY-14/02/2010

 






  http://image.blingee.com/images15/content/output/000/000/000/2bf/50978718_735329.gifhttp://lh4.ggpht.com/_1ps-o3gNeGE/SZYkg8m2DSI/AAAAAAAACLU/G_BNh2S4OPk/s800/Kate&Johnnylove.jpg

O dia dos Namorados ou Valentine’s Day, surgiu através de uma lenda que diz que São Valentim, um padre do século III, casava secretamente os apaixonados namorados, por causa de um decreto expedido pelo Imperador Claudius II que proibia o casamento, depois que percebeu que os melhores soldados eram solteiros.
Quando Claudius II descobriu, mandou prendê-lo, e antes morte, ele teria se apaixonado pela filha do carcereiro e mandado uma carta de amor assinando “from your valentine” (do seu Valentim). Esta expressão é usada até hoje nos cartões do Dia dos Namorados. Esta carta é considerada o primeiro “cartão” do Dia dos Namorados.


O Papa Gelasius declarou que o dia 14 de fevehttp://i720.photobucket.com/albums/ww204/ubercomments_backup/holidays/valentinesDay/248.jpgreiro seria o dia de São Valentim, o que foi associado ao romance e, por conseguinte: Dia dos Namorados.
No Brasil, por causa do comércio, muito fraco em junho, foi feito uma campanha publicitária no dia 12 de junho com o slogan: “Não é só de beijos que se prova o amor”. E a partir deste dia o Dia dos Namorados no Brasil passou a ser nesta data.
Hoje milhares de apaixonados namorados vão as lojas comprar presentes, bombons, flores, cartões e uma infinidade de demonstrações de carinho que querem dizer apenas uma coisa: “Eu Te Amo!”.

 UMA MUSICA DO LINK PARK -VALENTINE DAY


Valentine's Day (Tradução) lyrics


Tradução: Dia dos namorados

Tudo meu fica cinza por dentro,
tão devagar...
E as ondas internas colidem,
tão frias...
Um inverno negro floresceu,
de uma opinião...
E como a escuridão acaba o dia,
esta noite...

E as nuvens acima se movem
tão perto
Parecendo tão descontentadas
Mas o cruel vento continua
soprando, soprando...

Eu costumava ser
minha própria proteção,
mas agora não...
Porque meus passos
perderam a direção,
de alguma maneira...
Um inverno negro floresceu,
de uma opinião...
E como a escuridão acaba o dia,
esta noite...

E as nuvens acima se movem
tão perto
Parecendo tão descontentadas
E a terra abaixo cresceu mais fria
Assim como eles te colocam pra baixo
Mas o cruel vento continua
soprando, soprando.

Então, agora você se foi
E eu estava errado
Eu nunca soube o que era
Estar sozinho...

Em um dia dos namorados...
Em um dia dos namorados...
Em um dia dos namorados...
Em um dia dos namorados...

Em um dia dos namorados...
Em um dia dos namorados
[Eu costumava ser
minha própria proteção]
Em um dia dos namorados...
[mas agora não]
Em um dia dos namorados...
[Porque meus passos
perderam a direção]
Em um dia dos namorados...
[de alguma maneira]
Em um dia dos namorados...
[Eu costumava ser
minha própria proteção]
Em um dia dos namorados...
[mas agora não]
Em um dia dos namorados...
[Porque meus passos
perderam a direção]
[de alguma maneira]

Documentário sobre trabalho de Vik Muniz com lixo estreia em Berlim

Veja o trailer de 'Lixo extraordinário', premiado no Festival de Sundance.
Filme mostra um dos maiores aterros sanitários da América Latina.
Do G1, em São Paulo


O trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo - o Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro - virou um documentário que será exibido pela primeira vez neste sábado (13), no Festival de Cinema de Berlim.

Co-produzido pela O2 Filmes e pela produtora inglesa Almega Projects, o filme “Lixo extraordinário” (“Waste Land”), com direção de João Jardim, Karen Harley, Lucy Walker, venceu o prêmio do público de melhor documentário internacional no Festival de Sundance.

O documentário entra na mostra "Panorama", paralela à disputa ao Urso de Ouro. O co-diretor João Jardim e o produtor Hank Levine estarão no Festival acompanhando as sessões do longa, que também será exibido nos dias 14, 19 e 21 de fevereiro na capital alemã.

Com direção conjunta de João Jardim (“Janela da alma” e “Pro dia nascer feliz”), da cineasta Karen Harley e da documentarista inglesa Lucy Walker, produção de Hank Levine e produção executiva de Fernando Meirelles e Andrea Barata Ribeiro, “Lixo extraordinário” relata a trajetória do lixo dispensado no Jardim Gramacho, maior aterro sanitário da América Latina localizado na periferia de Duque de Caxias (RJ), até ser transformado em arte pelas mãos do artista plástico Vik Muniz e seguir para prestigiadas casas de leilões internacionais. Obras que, muitas vezes, retornam ao Rio para compor as paredes da alta sociedade carioca.

“É surpreendente encontrar tamanha beleza no meio de tanto lixo, descaso e esquecimento. O trabalho do Vik funciona como um bálsamo no meio disso”, observa a produtora executiva.


Foto: Divulgação

Cena do documentário 'Lixo extraordinário'. (Foto: Divulgação)

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh