terça-feira, 7 de setembro de 2010

Atualizações sobre estréias de The Tourist

Algumas datas de estréia para The Tourist, algumas delas de acordo com o IMDb:

Reino Unido - ??/12/2010
Cingapura - 09/12/2010
Estados Unidos - 10/12/2010
França - 15/12/2010
Alemanha - 23/12/2010
Índia - 25/12/2010
Suécia - 05/01/2011
Polônia - 11/01/2011
Holanda - 27/01/2011
Japão - ??/03/2011

Brasil e Portugal ainda não têm previsão de estréia.
 
 
via www.johnnydepp.com.br/

Fotos e info sobre as filmagens de POTC 4 em Londres

A construção dos cenários para Piratas do Caribe 4 na Universidade de Greenwich, em Londres, começará em 13 de setembro. Telas de chroma key serão erguidas no College Way e na Lower Grand Square e um grande set está previsto para o lado oeste da King Charles Court. Outros locais que serão usados serão o pátio Queen Anne e o Painted Hall (veja abaixo as fotos de todos os locais descritos).

As filmagens provavelmente acontecerão de 27 de setembro até 8 de outubro (pode haver alguns dias de descanso). Durante a primeira semana, dois dias serão usados para cenas com 500 extras. Na segunda semana, as cenas serão menores. Haverá cerca de 60 cavalos na área da King William Court que serão usados. As filmagens começam às 8 horas da manhã e duram até às 19 horas, mas a equipe permanecerá no local até a meia-noite.

Como cenário histórico, Greenwich já atraiu outras produções como as de filmes como A Múmia (1999), A Lenda do Tesouro Perdido (2004), A Rainha (2006) e A Bússola de Ouro (2007).

Imagem Imagem Imagem
Imagem

Fonte

via  www.johnnydepp.com.br

A Lenda do Maior Piloto


Ayrton Senna ganha documentário

Se estivesse vivo, Ayrton Senna teria completado 50 anos no último dia 21 de março. Em homenagem ao tricampeão de Fórmula 1, a produtora Working Title realizou um documentário que retrata a trajetória do piloto.

Com direção do inglês Asif Kapadia, o filme relembra desde os primeiros anos de vida de Senna até sua morte, em um acidente no GP de San Marino, na Itália, em 1994, aos 34 anos.

O longa reúne imagens, entrevistas e depoimentos inéditos – de nomes como Alain Prost, Frank Williams e Ron Dennis – além de material fornecido pela FOM e pela própria família do piloto.

Com título provisório de Senna – A Lenda do Maior Piloto, o documentário estreia em 8 de outubro o Japão e no dia 5 de novembro no Brasil, coincidindo com o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.

Exemplos a serem seguidos-Johnny Depp é um exemplo a ser seguido muito estiloso, o lindo diferente de todos..uii

Confira homens que são influência de estilo masculino

Charlie Chaplin
Charlie Chaplin é o homem que mais influênciou o estilo masculino. Criador de Carlitos, o artista ocupa a primeira posição do ranking realizado pela revista americana GQ.

“Quando você escolhe um chapéu, isso define você imediatamente – torna-se uma referência. Alguns dos homens mais estilosos do século – como Frank Sinatra e Johnny Depp – são associados aos seus chapeus”, justificam os editores da publicação sobre a tendência disseminada por Chaplin.

A lista reúne mais de 60 personalidades que, ao longo dos últimos cem anos, influenciaram no estilo dos homens se vestirem.

Abaixo, alguns dos eleitos e sua contribuição ao visual masculino:

Al Pacino – Uma jaqueta preta de couro é versátil. Use-a com calça social ou mesmo com camiseta e jeans justo.
Alain Delon – Vista-se de acordo com a ocasião. Uma camisa aberta pode ser usada na rua quando se está de férias – principalmente na praia.
Brad Pitt – Ótimo exemplo de como vestir black tie: com gravata borboleta, botões discretos, camisa lisa...
Bruce Lee – Mesmo que você esteja com um visual exagerado, os óculos de sol não devem ser maiores que seu rosto.
Elvis Presley – Gravata nunca sai de moda e cai bem em qualquer ocasião.
Frank Sinatra – Sempre saia de casa impecável. Nunca sabe quem irá encontrar no caminho ou se será fotografado por alguém.
Fred Astaire – Preste atenção aos detalhes. Foi o primeiro a usar gravata como cinto e foi copiado por milhares de homens e mulheres. Dando um toque jocoso a uma peça clássica.
George Clooney – Fique grisalho.
Jack Nicholson – A camisa jeans é uma ótima aliada e, assim como a calça, fica ainda melhor com o tempo.
James Dean – Armações grossas proporcionam visual maduro, elegante e intelectual.
Javier Bardem – Caso queira usar camisa sem gravata, opte por uma com colarinho resistente, que não amolocerá nem cairá por estar desabotoado.
Johnny Depp – Detalhes podem levantar qualquer visual. Mangas arregaçadas, a gola, os tênis batidos... Pouca coisa é capaz de torná-lo completamente diferente dos outros.
Marcello Mastroianni – Abotuaduras faz de qualquer homem um gentleman. Atenção, porém, à escolha do modelo. O mais simples é o melhor pedido.
Marlon Brando – Conheça suas medidas. Caso você tenha ombros largos, não há necessidade de usar ternos com ombreiras.
River Phoenix – Vista-se de acordo com a ocasião. Por mais que seja dono de um estilo rebelde, siga o dress code dos eventos sociais.
Woody Allen – Não tente ser quem você não é.


Al Pacino e Alain Delon
 
Brad Pitt e Bruce Lee
 
Elvis e Frank Sinatra
 
Fred Astaire e George Clooney
 
Jack Nicholson e James Dean
 
Javier Bardem e Johnny Depp
 
Marcelo Mastroianni e Marlon Brando
 

Pesquisa sobre astros franceses - o johnny depp ficou em terceiro lugr nos atores estrangeiros,foi tirado do blog do Rubens Ewald Filho

O que nos leva a uma pesquisa que encontrei na moribunda revista Studio (que se uniu a Ciné Live para sobreviver). Eles fizeram uma pesquisa sobre os atores favoritos dos franceses, locais ou estrangeiros. Vejam o resultado:
Atrizes Francesas:
1) Sophie Marceau
2) Catherine Frot
3) Audrey Tautou
4) Marion Cotillard
5) Josiane Balasko
6) Cécile de Frances
7) Carole Bouquet
8 ) Monica Bellucci (que é italiana)
9) Mathilde Seigner
10) Nathalie Baye
Atores Franceses:
1) Jean Reno
2) Daniel Auteil
3) Jean Dujardin
4) André Dussolier
5) Danny Boon
6) Guillaume Caunet
7) Alain Chabat
8 ) Vincent Cassel
9) Pierre Arditi
10) Fabrice Luchini
Atrizes estrangeiras:
1) Julia Roberts
2) Jodie Foster
3) Meryl Streep
4) Angelina Jolie
5) Nicole Kidman
6) Penelope Cruz
7) Kristin Scott Thomas
8 ) Cameron Diaz
9) Sigourney Weaver
10) Catherine Zeta Jones
Atores estrangeiros:
1) Clint Eastwood
2) Bruce Willis
3) Johnny Depp
4) Brad Pitt
5) Dustin Hoffman
6) George Clooney
7) Tom Hanks
8 ) Al Pacino
9) Harrison Ford
10) Robert DeNiro
De tudo, o que mais me espantou é a ausência na lista das locais algumas das maiores estrelas da França, que a gente acha ao menos, ou seja, Isabelle Huppert, Isabelle Adjani, Catherine Deneuve e, principalmente, Juliette Binoche.
A revista não diz, mas mesmo que estivessem numa outra lista de ícones, ou coisa que valha, estariam aposentando-as precocemente. E por que essa paixão por Marceau, que tinha certo charme quando adolescente mas já o perdeu? E Depardieu, onde o colocaram?

DEPP DATAS COMEMORATIVAS,CLARO QUE ELE TINHA DE LEMBRAR DESSA IMPORTANTE DATA PARA O BRASIL-INDEPENDÊNCIA DO BRASIL 7 DE SETEMBRO




A separação política entre a colônia do Brasil e a metrópole portuguesa foi declarada oficialmente no dia 7 de setembro de 1822.
O processo de independência começa com o agravamento da crise do sistema colonial e se estende até a adoção da primeira Constituição brasileira, em 1824.
Cresce a condenação internacional ao absolutismo monárquico e ao colonialismo. Aumentam as pressões externas e internas contra o monopólio comercial português e o excesso de impostos numa época de livre-mercado e circulação de mercadorias.
A instalação da Corte portuguesa no Brasil, em 1808, contribui para a separação definitiva das duas nações. A abertura dos portos, a elevação da colônia à situação de reino e a criação do Reino Unido de Portugal, e Algarve praticamente cortam os vínculos coloniais e preparam a independência. Com a Revolução do Porto, em 1820, a burguesia portuguesa tenta fazer o Brasil retornar à situação de colônia.
A partir de 1821, as Cortes Constituintes - o Parlamento lusitano - tomam decisões contrárias aos interesses brasileiros, como a transferência de importantes órgãos administrativos para Lisboa. Também obrigam Dom João VI a jurar lealdade à Constituição por elas elaborada e a retornar imediatamente a Portugal.
O rei português volta, mas deixa no Brasil o filho Dom Pedro como Regente, para conduzir a separação política, caso fosse inevitável. Pressionado pelas Cortes Constituintes, Dom João VI chama Dom Pedro à Lisboa. Mas o príncipe regente resiste às pressões, que considera uma tentativa de esvaziar o poder da monarquia. Forma-se em torno dele um grupo de políticos brasileiros que defende a manutenção do status do Brasil no Reino Unido.
Em 29 de dezembro de 1821, Dom Pedro recebe um abaixo-assinado pedindo que não deixe o Brasil. Sua decisão de ficar é anunciada no dia 9 de janeiro do ano seguinte, num gesto enfático. O episódio passa à História como o Dia do Fico.
Entre os políticos que cercam o Regente estão os irmãos Antonio Carlos e José Bonifácio de Andrada e Silva, e o Visconde de Cairu, José da Silva Lisboa. Principal ministro e conselheiro de Dom Pedro, José Bonifácio luta, num primeiro momento, pela manutenção dos vínculos com a antiga metrópole, resguardando o mínimo de autonomia brasileira.
Convencido de que a separação é irreversível, aceita a independência desde que a monarquia continue. Para ele, o regime monárquico é o único capaz de neutralizar a intervenção portuguesa nas províncias e preservar a unidade político-territorial do país. Fora da Corte, outros líderes liberais, como Joaquim Gonçalves Ledo e Januário da Cunha Barbosa, atuam nos jornais e nas lojas maçônicas. Fazem pesadas críticas ao colonialismo português e defendem total separação da metrópole.
Em 3 de junho de 1822, Dom Pedro recusa fidelidade à Constituição portuguesa e convoca a primeira Assembléia Constituinte brasileira. Em 1º de agosto, baixa um decreto considerado inimigas tropas portuguesas que desembarquem no país. Cinco dias depois, assina o Manifesto às Nações Amigas, redigido por José Bonifácio. Nele, Dom Pedro justifica o rompimento com as Cortes Constituintes de Lisboa e assegura "a independência do Brasil, mas como reino irmão de Portugal".
Em protesto, os portugueses anulam a convocação da Assembléia Constituinte brasileira, ameaçam com o envio de tropas e exigem o retorno imediato do príncipe regente.
No dia 7 de setembro de 1822, numa viagem a São Paulo, Dom Pedro recebe as exigências das Cortes. Irritado, reage proclamando a Independência do Brasil. Em 12 de outubro de 1822, é aclamado imperador pelos pares do Reino e coroado pelo bispo do Rio de Janeiro em 1º de dezembro, recebendo o título de Dom Pedro I.
No início de 1823, realizam-se eleições para a Assembléia Constituinte da primeira Constituição do Império Brasileiro. A Assembléia é fechada em novembro por divergências com Dom Pedro I. Elaborada pelo Conselho de Estado, a Constituição é outorgada pelo imperador a 25 de março de 1824.
Com a Constituição em vigor e vencidas as últimas resistências portuguesas nas províncias, o processo da separação entre colônia e metrópole está concluído. Contra o liberalismo de setores das elites brasileiras, triunfa o espírito conservador e centralizador de José Bonifácio.
"Independência sem revolução" era a expressão usada na época para definir o pensamento do principal conselheiro de Dom Pedro I. Ele pregava a independência sem mudança de regime, ou seja, sem a proclamação da república, e sem nenhuma mudança social importante, como a extinção da escravidão.
Nome completo do Imperador Dom Pedro I (1798 - 1834): Pedro de Alcântara Francisco Antônio João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.
Sua frase histórica: "Viva a independência e a separação do Brasil. Pelo meu sangue, pela minha honra, pelo meu Deus, juro promover a liberdade do Brasil. Independência ou Morte!". Em 7 de setembro de 1822, às 16:30hs.
Em 1972, na comemoração do sesquincentenário da Independência, os restos mortais de Dom Pedro I voltaram ao Brasil. Encontram-se no museu do Ipiranga.
Pesquisa feita no Almanaque Abril
Webdesigner: Lika Dutra

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh