sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Johnny Depp quase foi o Neo, em “Matrix” (e outras histórias semelhantes)

Reprodução
Sabem como, atualmente, Tim Burton não consegue fazer um filme sem Johnny Depp? Pelo visto, existia uma época em que filmes não eram feitos sem Johnny Depp, de modo geral.
Explicando melhor, o site Screen Crush recentemente publicou uma matéria listando alguns papéis que Johnny Depp quase interpretou e, em um universo paralelo, praticamente todos os seus personagens preferidos de blockbuster tem a cara do ator.
OK, talvez eu esteja exagerando um pouquinho, mas juro que não tanto. Deem uma olhada nesta lista de filmes icônicos dos anos 90/2000, para os quais o ator foi considerado para o papel principal e me digam que estou errada:
“Velocidade Máxima”
Depp está entre os muitos atores que recusaram a oportunidade de tentar parar um ônibus desgovernado e ser uma estrela eterna da “Tela Quente”. O papel acabou indo para Keanu Reeves, que impressionou o diretor com seu trabalho como o detetive-surfista de “Caçadores de Emoção“.
“Matrix”
Depp na verdade era a primeira opção dos Wachowski para viver o hacker Neo, mas os estúdios queriam um ator que fosse
mais conhecido, para garantir sucesso nas bilheterias (acreditem ou não, era uma época em que Val Kilmer era considerado uma opção mais lucrativa que Depp – sim, vivíamos em tempos estranhos e terríveis).
No fim, por ironia do destino, o sucesso em “Velocidade Máxima” acabou ajudando Keanu Reeves a obter o papel.
E ele também era mais flexível.
“Curtindo a Vida Adoidado”
Depp estava começando a ficar famoso quando, junto com atores como Jim Carrey e Tom Cruise, foi cogitado para viver Ferris Bueller, no filme de Sessão da Tarde mais clássico que existe. O papel, no entanto, acabou ficando com Matthew Broderick, que era o ator que John Hughes tinha em mente quando criou o personagem.
“Karatê Kid” e “Curtindo a Vida” provavelmente são os dois filmes que me ensinaram a viver, a partir de conselhos valiosos e cheios de sabedoria. Não sei se eles teriam sido melhores vindos de um Johnny Depp jovem, então vou colocar algumas sabedorias de Ferris Bueller aqui, para vocês imaginarem como teria sido com o ator no papel e decidirem (e também simplesmente porque os conselhos de Ferris Bueller são épicos e eu usaria qualquer desculpa para postá-los).
“A vida anda bem rápido. Se você não para e olhar em volta de vez em quando, você pode perdê-la.”
“Vou citar John Lennon: ‘eu não acredito nos Beatles, eu só acredito em mim.’”
“É meio infantil e idiota, mas até aí, o colegial também é.”
“Entrevista com o Vampiro”
Johnny Depp recebeu uma oferta para viver um relacionamento cheio de amor e drama com Brad Pitt, em “Entrevista com o Vampiro”. Infelizmente (para nós e para ele), Tom Cruise foi considerado mais rentável na época, e ficou com o papel.
Mas tudo bem. Depp teve a oportunidade de viver um vampiro nas telonas algumas décadas depois, com “Sombras da Noite”. Dá quase no mesmo, não?
“Você realmente acha isso?”
“Motoqueiro Fantasma”
Aparentemente, o próprio Depp manifestou interesse em interpretar o motoqueiro amaldiçoado do filme. Poderia ter sido interessante, mas eu não consigo deixar de me sentir chateada ao imaginar a existência de um mundo sem a insanidade maravilhosa de Nicolas Cage no papel.
“Hulk”
Não, sério. Eu vou dar um minuto para vocês imaginarem Depp como um monstro verde cheio de músculos e fúria, antes de continuar.
Johnny Depp.
Pronto?
Depp recusou o papel principal no filme de 2003 de Ang Lee, tido como uma das piores adaptações de quadrinhos de todos os tempos, estrelada pelo ator de que há anos você não ouve falar, Eric Bana. Eu diria que Depp tomou a decisão certa, apesar de ter resolvido estrelar outras adaptações não-tão-maravilhosas, recentemente.
“Sr. e Sra. Smith”
E, em um universo paralelo bizarro em algum lugar, tabloides não ficam obcecando a respeito de um suposto climão entre Jennifer Aniston e Angelina Jolie porque Pitt e Aniston ainda estão juntos e Jolie e Depp é que são um casal: o ator havia sido elencado para viver o papel-título em “Sr. e Sra. Smith”, filme cuja maior glória é ter juntado o maior casal de celebridades de Hollywood, mas precisou desistir por causa de outros projetos.
via  POP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AS MIL FACES DE JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

JOHNNY DEPP

HUMOR DA NAHH

The current mood of nahh at nahh